12 ANOS DE ESCRAVIDÃO (12 Years a Slave, 2013) retrata momento nefasto da história

O triste legado que a escravidão deixou ainda afeta a sociedade atual, sujeita à forte discriminação não apenas aos negros, mas a todos os grupos considerados “inferiores” por pessoas preconceituosas e fascistas. Uma sociedade igualitária, independente de cor, orientação sexual ou estilo de vida, para citar alguns, ainda é um sonho. Na verdade, sonho mesmo é uma sociedade que respeite as diferenças e se importe menos com o que o outro faz. Baseado na autobiografia de Solomon Northup, publicada em 1853, 12 Anos de Escravidão revisita esse doloroso capítulo da História e entra para a lista dos filmes mais importantes sobre o tema.

Existe uma distância gigantesca entre 12 Anos de Escravidão e os outros oito concorrentes ao Oscar 2014 de melhor filme. Além de ser uma experiência cinematográfica exemplar, onde linguagem e estética são perfeitamente desenvolvidas, o longa entra para a História ao retratar com crueza, mas sem perder a sensibilidade, de um dos períodos mais infames de todos os tempos. Assim, Steve McQueen realiza um filme obrigatório. A cena final, simplesmente arrepiante, dá a esperança de que um dia o mundo possa ser menos cruel e que o amor resolva boa parte dos nossos problemas.

12 Anos De Escravidão  ganhou: Golden Globe  (melhor filme) , BAFTA (Melhor Filme) , Melhor Ator(Chiwetel Ejiofor) e 3 Oscars :melhor filme, atriz coadjuvante (Lupita Nyong’o) e roteiro adaptado (John Ridley).

12 Anos de Escravidão 
12 Years a Slave. 
Estados Unidos, Reino Unido, 2013. 
Direção: Steve McQueen.
Com Chiwetel Ejiofor, Lupita Nyong’o, Dwight Henry, Quvenzhané Wallis, Paul Giamatti, Benedict Cumberbatch, Michael Fassbender, Paul Dano, Sarah Paulson.
134 minutos. 

Lupita Nyong'o in 12 Years a Slave (2013)

Sarah Paulson and Michael Fassbender in 12 Years a Slave (2013)

Paul Giamatti in 12 Years a Slave (2013)

Chiwetel Ejiofor, Kelsey Scott, Quvenzhané Wallis, and Cameron Zeigler in 12 Years a Slave (2013)


 

Rodrigo Rema nasceu em Santos, é amante de cinema, assistidor de séries e filmes, estes há 25 anos, sendo frequentador assíduo das salas de exibição semanalmente, leitor de livros e internet, praticante de tênis de mesa. Admirador desde a saga Star Wars até os heróis e vilões presentes em Os Vingadores, passando pelos clássicos de terror, como O Cemitério Maldito, O Iluminado e It: A Coisa, adaptados das obras de Stephen King.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *