No Dia da Imprensa, 25 filmes sobre ou que abordam o segmento

Mais do que nunca, o papel da imprensa livre é fundamental para desmascarar propagadores de fake news, corruptos, e tiranos. No Dia da Imprensa, listamos filmes sobre ou que abordam o segmento, mirando suas qualidades, como a busca pela verdade, e defeitos, a exemplo das notícias falsas e a busca desenfreada por audiência. Alguns filmes são baseados em fatos. Há documentários também.

Sobre o Dia Nacional da Imprensa

Até 1999 era celebrado em 10 de setembro, data da primeira circulação do jornal Gazeta do Rio de Janeiro, em 1808, periódico da Corte.

Em 1999, a comemoração e passou a ser comemorada em 1º de junho, pois foi a data em que começou a circular o jornal Correio Braziliense, fundado por Hipólito José da Costa. O periódico iniciou suas publicações em 1808, mas era clandestino e começou a circular cerca de três meses antes.

Por isso, a Lei n.º 9831, de 13 de setembro de 1999, definiu a mudança do Dia da Imprensa para 1º de junho.

A Montanha dos Sete Abutres (Ace in the Hole, 1951, de Billy Wilder)

Kirk Douglas in Ace in the Hole (1951)

Clássico de Billy Wilder estrelado por Kirk Douglas. Um ex-jornalista frustrado de uma cidade grande que agora trabalha para um jornal de Albuquerque explora uma história sobre um homem preso em uma caverna para reavivar sua carreira, mas a situação rapidamente se transforma em um circo fora de controle.

Boa Noite e Boa Sorte (Good Night, and Good Luck, 2005, de George Clooney)

George Clooney and David Strathairn in Good Night, and Good Luck. (2005)

No início dos anos 50, a ameaça do comunismo criou um ar de paranoia nos Estados Unidos e a exploração desses medos foi perpetrada pelo senador Joseph McCarthy, do Wisconsin. No entanto, o repórter da CBS Edward R. Murrow e seu produtor Fred W. Friendly decidiram se posicionar e desafiar McCarthy e expô-lo. No entanto, essas ações afetaram muito os dois homens, mas mantiveram suas convicções e ajudaram a derrubar um dos senadores mais controversos da história americana. Teve seis indicações ao Oscar.

Capote (Capote, 2005, de Bennett Miller)

Philip Seymour Hoffman in Capote (2005)

Em 1959, Truman Capote descobre o assassinato de uma família do Kansas e decide escrever um livro sobre o caso. Enquanto pesquisava seu romance In Cold Blood, Capote se aproxima de um dos assassinos, Perry Smith, que está no corredor da morte. A investigação gerou o livro pioneiro de não ficção A Sangue Frio, publicado em 1966.  Philip Seymour Hoffman recebeu o Oscar de melhor ator pelo trabalho.

Cidadão Kane (Citizen Kane, 1941, de Orson Welles)

Orson Welles in Citizen Kane (1941)

Clássico seminal do cinema, reuniu uma série de inovações estéticas e técnicas vistas antes separadamente. Um grupo de repórteres está tentando decifrar a última palavra dita por Charles Foster Kane, o milionário magnata do jornalismo: “Rosebud”. O filme começa com um jornal detalhando a vida de Kane para as massas e, a partir daí, somos mostrados flashbacks da vida dele. À medida que os repórteres investigam mais, os espectadores veem uma demonstração da ascensão de um homem fascinante à fama e de como ele finalmente caiu do topo do mundo. Ganhou o Oscar de roteiro original, para Welles e Herman J. Mankiewicz.

Confidencial (Infamous, 2006, de Douglas McGrath)

Sigourney Weaver and Toby Jones in Infamous (2006)

Um bom filme lançado na hora errada, pois a mesma história havia sido contada em Capote. Acompanha a jornada de Truman Capote na concepção do clássico literário de não ficção A Sangue Frio. Aqui o escritor é interpretado por Toby Jones. Tem até elenco superior ao filme lançado um ano antes: Sandra Bullock, Sigourney Weaver, Gwyneth Paltrow, Isabella Rossellini, Peter Bogdanovich, Jeff Daniels e Daniel Craig.

Conspiração e Poder (Truth, 2015, de James Vanderbilt)

Robert Redford, Dan Rather, and Mary Mapes in Truth (2015)

O drama da redação detalhando o relatório da CBS 60 Minutes de 2004 que investiga o serviço militar do então presidente George W. Bush e a subsequente tempestade de críticas que custaram à âncora Dan Rather e à produtora Mary Mapes suas carreiras. Com Cate Blanchett e Robert Redford.

Fake News (2017, de Craig Edwards e Samuel Morris)

Eric Roberts and Hovhannes Babakhanyan in Fake News (2017)

O repórter Maxwell (Eric Roberts, irmão de Julia) escreve sobre política, sendo algumas de suas histórias verdadeiras, mas outras nem tanto. Até que uma prostituta, uma de suas fontes, é assassinada, e ele acaba se encontrando no meio de um grande problema.

Intrigas de Estado (State of Play, 2009, de Kevin Macdonald)

Russell Crowe and Helen Mirren in State of Play (2009)

Stephen Collins (Ben Affleck) é um ambicioso congressista americano, visto por seu partido como um candidato em potencial para o futuro. Quando sua assistente morre de forma trágica, o veterano repórter Cal McAffrey (Russell Crowe) é designado para cobrir a história. Juntamente com Della Frye (Rachel McAdams) ele passa a investigar o caso, descobrindo uma grande conspiração política. O filme mostra as diferenças de gerações: Cal é jornalista à moda antiga, enquanto Della é blogueira. Ambos precisam por as diferenças de lado e trabalhar juntos.

Henfil (2017, de Angela Zoé)


O documentário registra uma proposta curiosa feita a uma turma de jovens animadores: tentar trazer para a atualidade as obras do cartunista, jornalista, quadrinista, escritor e ativista brasileiro Henrique de Souza Filho, o Henfil. Além desse processo, o filme traz depoimentos de amigos – Jaguar, Ziraldo, Lucas Mendes – e revelações sobre como o artista hemofílico lidava com sua doença e utilizava seus desenhos como instrumento de luta contra a censura política de sua época. Ganhou o prêmio da crítica no Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos, em 2018. Angela Zoé produziu um filme sobre Betinho, irmão do cartunista.

Homem-Aranha (Spider-Man, 2002, de Sam Raimi)

Tobey Maguire in Spider-Man (2002)

O filme que popularizou de vez os super-heróis no cinema, deu origem à uma trilogia de sucesso e mostra Peter Parker, o Homem-Aranha (Tobey Maguire), fazendo trabalhos de fotógrafo freelancer para o Clarim Diário, do editor inescrupuloso J. J. Jameson (J. K. Simmons).

Life Itself – A Vida de Roger Ebert (Life Itself, 2014, de Steve James)

Roger Ebert and Gene Siskel in Life Itself (2014)

Documentário sobre a vida e trajetória profissional do maior crítico de cinema de todos os tempos, Roger Ebert, ganhador do Prêmio Pulitzer. Reúne depoimentos de cineastas do quilate de Martin Scorsese, Werner Herzog, Ava DuVernay, imagens de arquivo entrecortadas com a luta do crítico contra o câncer. Recebeu 25 prêmios.

Nos Bastidores da Notícia (Broadcast News, 1987, de James L. Brooks)



A produtora de notícias da rede, Jane Craig, se apaixona pelo novo repórter Tom Grunnick, garoto bonito que representa a tendência de notícias de entretenimento que ela despreza. Aaron Altman, um correspondente talentoso, mas simples, carrega uma paixão não correspondida por Jane. Faíscas voam entre os três enquanto a rede se prepara para grandes mudanças. Teve sete indicações ao Oscar.

O Abutre (Nightcrawler, 2014, de Dan Gilroy)

Rene Russo and Jake Gyllenhaal in Nightcrawler (2014)

Quando Louis Bloom, um vigarista desesperado pelo trabalho, entra no mundo do jornalismo criminal de Los Angeles, ele confunde a linha entre observador e participante para se tornar a estrela de sua própria história. Fábula sobre a busca inescrupulosa por audiência, sensacionalismo e tem atuação sensacional de Jake Gyllenhaal vivendo o protagonista. Indicado ao Oscar de roteiro original, levou 42 prêmios e recebeu mais de 120 indicações mundo afora.

O Crítico (2010, de Kleber Mendonça Filho)O Crítico (2010, de Kleber Mendonça Filho)


Do premiado diretor de
O Som ao Redor, Aquarius e Bacurau, o documentário segue os questionamentos pessoas de quem está situado na indústria cultural tanto como cineasta, como também observador da arte e da indústria audiovisual. Os registros começaram em 1998 e seguiram até 2007, ocorridos no Brasil, Estados Unidos e Europa, com cineastas e críticos do mundo inteiro. 

O Custo da Coragem (Veronica Guerin, 2003, de Joel Schumacher)



Veronica Guerin (Cate Blanchett) é repórter investigativa que publica uma matéria sobre os traficantes de drogas e chefes do crime mais poderosos de Dublin, cidade onde vive. A reportagem traz grande repercussão e reconhecimento ao trabalho da jornalista, mas a faz sofrer constantes ameaças.

O Dossiê Pelicano (The Pelican Brief, 1993, de Alan J. Pakula)

Julia Roberts and Denzel Washington in The Pelican Brief (1993)

Darby Shaw (Julia Roberts), estudante de Direito de Nova Orleans, descobre uma trama que envolve o assassinato de dois membros da Suprema Corte na mesma noite e prepara um dossiê contendo suas opiniões e estudos sobre os crimes. Ela chega à uma surpreendente conclusão e, nas mãos erradas, as informações daquele documento significariam uma revolta na política do país. Assim, quando Darby vê que sua vida corre perigo e tem apenas ao seu lado Gray Grantham (Denzel Washington), um jornalista, ele passa a ajudá-la a tentar elucidar a trama por completo. Jornalismo investigativo com tons de aventura e suspense. Do mesmo diretor de Todos os Homens do Presidente.

O Escândalo (Bombshell, 2019, de Jay Roach)

Nicole Kidman, Charlize Theron, and Margot Robbie in Bombshell (2019)

Um grupo de mulheres enfrenta Roger Ailes, chefe da Fox News, e a atmosfera tóxica que ele presidia na rede. Com Charlize Theron, Nicole Kidman e Margot Robbie.

O Grande Dragão Branco (Bloodsport, 1988, de Newt Arnold)

Jean-Claude Van Damme and Leah Ayres in Bloodsport (1988)

O cultuado filme de artes marciais estrelado por Jean-Claude Van Damme traz a intrépida repórter Janice Kent (Leah Ayres), capaz de quase tudo para conseguir a grande reportagem.

Quase Famosos (Almost Famous, 2000, de Cameron Crowe)

Kate Hudson and Patrick Fugit in Almost Famous (2000)

Garoto fã ávido por rock’n’roll consegue um trabalho na revista americana Rolling Stone, para acompanhar a banda Stillwater em sua primeira excursão pelos Estados Unidos. Porém, quanto mais ele vai se envolvendo com a banda, mais vai perdendo a objetividade de seu trabalho e logo estará fazendo parte do cenário rock dos anos 70. Filme autobiográfico do diretor traz Philip Seymour Hoffman no papel do lendário Lester Bangs, considerado o maior jornalista cultural da história do país e que, na trama, serve de conselheiro do protagonista.

Rede de Intrigas (Network, 1976, Sidney Lumet)

Faye Dunaway, Bill Burrows, and Jordan Charney in Network (1976)

O âncora Howard Beale (Peter Finch) recebe a notícia de que está demitido em razão dos seus baixos índices de audiência. Um dia, com o programa no ar, comunica a sua saída da emissora e avisa que se matará ao vivo na próxima semana. É imediatamente afastado, mas diante dos apelos do público a emissora decide voltar atrás. A partir de então ele passa a encarnar o profeta louco e seu comportamento insano tem recepção altamente positiva. As pessoas responsáveis pela sua ascensão, no entanto, agora precisam encontrar uma forma de detê-lo. Um dos principais filmes dos anos 70 e da Nova Hollywod, mostra a busca incessante por audiência e é estrelado por , William Holden, Robert Duvall, Faye Dunaway, Peter Finch e Beatrice Straight, estes três últimos premiados respectivamente com as estatuetas do Oscar de atriz, ator e atriz coadjuvante. O longa ainda recebeu o prêmio de roteiro original.

Segredos Oficiais (Official Secrets, 2019, de Gavin Hodd)

Matt Smith in Official Secrets (2019)

Um dos melhores trabalhos do diretor Gavin Hood. É baseado na história verifica de Katharine Gun (Keira Knightley). A tradutora tornou-se mundialmente conhecida ao vazar para a imprensa segredos extremamente confidenciais da Agência de Segurança Nacional Britânica. Após acesso a memorandos secretos, foi capaz de provar que ocorreu uma grande pressão a seis países para que eles votassem a favor da invasão ao Iraque em 2003. Tipo de filme que mistura drama de tribunal e investigação jornalística, para quem gostou de Snowden: Herói ou Traidor (2066), The Post: A Guerra Secreta (2017) o ganhador do Oscar principal Spotlight: Segredos Revelados (2015), e Todos os Homens do Presidente (1976).

Spotlight: Segredos Revelados (Spotlight, 2015, de Tom McCarthy)

Michael Keaton, Brian d'Arcy James, Mark Ruffalo, and Rachel McAdams in Spotlight (2015)

A verídica história da equipe de jornalistas (que dá título ao longa) do jornal Globe, responsável por desmascarar os abusos sexuais cometidos por padres da igreja católica de Boston. A trama é sobre a investigação e não vai ao cerne da diocese. Mostra os meandros do trabalho jornalístico como ele deve ser: ético, intenso, sem censura, com responsabilidade social. Lembra Todos os Homens do Presidente (1976), sobre o caso Watergate. Um retrato importante de parte da classe para um tempo em que a profissão parece estar se diluindo entre sensacionalismo e busca inconsequente por cliques e audiência. Recebeu duas estatuetas do Oscar, de melhor filme e roteiro adaptado.

Superman, o Filme (Superman, 1978, de Richard Donner)

Christopher Reeve, Jackie Cooper, and Margot Kidder in Superman (1978)

O maior filme de super-heróis da história conta a origem e início da atuação do Homem de Aço. E mostra um pouco do dia a dia da redação do Planeta Diário. Clark Kent (Christopher Reeve) resolveu ser jornalista justamente para saber onde as injustiças do mundo podem ocorrer. Também vemos uma repórter ambiciosa, Lois Lane (Margot Kidder), sempre em busca do furo de reportagem. O trabalho da dupla é recorrente em filmes e séries do herói, a exemplos do seriado animado exibido nos cinemas entre 1941 e 1943, o programa televisivo dos anos 50 e o longa Superman e os Homens Toupeira (1951), ambos estrelados por George Reeves, Superman, o Retorno (2006), com Brandon Routh no papel do Último Filho de Krypton, no show televisivo Lois & Clark: As Novas Aventuras do Super-Homem, dos anos 90, e desde 2013 com Henry Cavill vivendo o personagem. O interessante em conferir essas diferentes versões é que podemos acompanhar a evolução do jornalismo e das redações.

The Post: A Guerra Secreta (The Post, 2017, de Steven Spielberg)

Tom Hanks, Meryl Streep, Philip Casnoff, David Cross, Tracy Letts, Bradley Whitford, Jessie Mueller, and Carrie Coon in The Post (2017)

Meryl Streep e Tom Hanks são os destaques. A atriz recordista de indicações ao Oscar interpreta Katharine Graham (1917-2001), proprietária do The Washington Post, jornal local da capital dos EUA prestes a lançar suas ações na Bolsa de Valores para se capitalizar e, consequentemente, ganhar fôlego financeiro. Pois é, nos anos 70 o jornalismo impresso já enfrentava dificuldades. Kat assumiu a empresa após as mortes do pai e do marido, então incumbido de comandar o diário. Não tem experiência no ramo. Vive nas altas rodas da cidade. E cercada por homens a “aconselhando” o que fazer.  Hanks é Ben Bradlee (1921-2014), vivido por Hanks, o lendário editor-chefe do veículo, 17 vezes vencedor do Pulitzer. Quando o New York Times inicia uma série de matérias denunciando a atuação dos últimos governos do país na Guerra do Vietnã, com base em documentos sigilosos do Pentágono, o presidente Richard Nixon processa e impede o jornal de publicar mais reportagens do tema. A documentação acaba nas mãos da equipe de Bradlee. Ele precisa convencer Kat a publicar o dossiê visando a liberdade de imprensa.

Todos os Homens do Presidente (All The President’s Men, 1976, de Alan J. Pakula)



O filme foi dirigido por Alan J. Pakula a partir do roteiro de William Goldman, baseado no livro escrito pelos jornalistas Carl Bernstein e Bob Woodward, do jornal The Washington Post.  Em 17 de junho de 1972 o comitê central do Partido Democrata, no conjunto de prédios Watergate, em Washington, foi invadido. O intuito dos criminosos era a instalação de grampos, escutas telefônicas. As eleições presidenciais se aproximavam e o republicano Richard Nixon tentava o segundo mandato consecutivo. As investigações jornalísticas ocorreram em 1972. No ano seguinte, começaram as condenações dos funcionários do governo norte-americano responsáveis pelo planejamento, financiamento e o assalto. Em 9 de agosto de 1974, Nixon renunciou – a primeira e única renúncia de um presidente na história dos Estados Unidos. Em 4 de abril de 1976 era realizada a première do longa-metragem, na capital do país. Cerca de quatro anos entre o início dos fatos e o lançamento do filme!


 

André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *