Perfil | Os 90 anos de Clint Eastwood

Clint Eastwood, ator, produtor e premiado diretor norte-americano, que se tornou o maior ícone vivo do cinema.

Nasceu em São Francisco, nos Estados Unidos, em dia 31 de maio de 1930.

Começou sua carreira de ator trabalhando em pequenos papéis nos filmes Revenge os The Creature, Tarantula e Francis in The Navy, todos em 1955.

Em 1959 atuou em um episódio da série de TV, de gênero western/faroeste, Maverick. Nesse mesmo ano surgiu seu primeiro grande papel, na série de TV Rawhide, quando interpretou Rowdy Yates. O seriado ficou no ar durante seis anos, que o tornou conhecido em todo o país.

Em 1964 Eastwood começou a se destacar com a interpretação do misterioso Homem Sem Nome, na trilogia do cineasta italiano Sérgio Leone. Os filmes de westerns Por um Punhado de Dólares (1964), Por uns Dólares a Mais (1965) e Três Homens em Conflito (1966), se transformaram em grande sucesso e ele se tornou uma estrela internacional.

Clint Eastwood in Two Mules for Sister Sara (1970)

Atuou em vários filmes não só na década de 60, mas também na de 70.

E, em 1971, montou sua companhia e decidiu dirigir seu primeiro longa: Play Misty For Me (Perversa Paixão).

Um dos seus maiores sucessos veio com o policial durão Harry Callahan em Dirty Harry (Perseguidor Implacável), considerado o melhor filme de sua parceria com Siegel, que originou continuações: Magnum Force (1973) e The Enforcer (1976).

Em 1982 estrelou e dirigiu Firefox (Raposa de Fogo). Em 1983 produziu o quarto filme da série Dirty Harry, Impacto Fulminante. O último da série foi The Dead Pool (1988).

Clint Eastwood in Two Mules for Sister Sara (1970)

Nesse mesmo ano dirigiu Bird, uma cinebiografia de Charlie Parker, que recebeu o Globo de Ouro de Melhor Diretor (1989), a Palma de Ouro do Festival de Cannes e o Oscar de Melhor Som (1989).

Com a direção e atuação no western Os Imperdoáveis (1992), com 62 anos, recebeu sua primeira indicação ao Oscar de Melhor Ator (1993). Indicado a nove Oscars, o filme ganhou quatro: Melhor Diretor, Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante (Gene Hackman) e Melhor Montagem.

Sobre Meninos e Lobos (2003) recebeu cinco indicações ao Oscar em 2004, vencendo o de Melhor Ator (Sean Penn) e Melhor Ator Coadjuvante (Tim Robbins).

Com Menina de Ouro (2004) recebeu o Oscar de Melhor Diretor e Melhor Filme (2005) e a indicação ao Melhor Ator.

Clint Eastwood in Escape from Alcatraz (1979)

Por trás das câmeras, Eastwood dirigiu os sucessos: A Conquista da Hora, que concorreu ao Oscar na categoria de som e edição de som, Cartas de Iwo Jima (2006), que venceu os prêmios de Melhor Filme, Melhor Direção, Roteiro Original e Edição de Som de 2007.

Em 2011, dirigiu J. Edgard, na excelente interpretação de Leonardo Di Caprio.

Em 2012 atuou em Curvas da Vida (2012), quando faz seu velho tipo de sujeito que não joga a toalha.

Eastwood dirigiu vários outros títulos nos seguintes anos, tendo sido seu último trabalho o drama O Caso Richard Jewell (2020).

Com características típicas de “um cara durão” e, na direção de grandes sucessos, Clint Eastwood se tornou um ícone vivo e um dos maiores diretores do cinema norte-americano.

Parabéns pelos seus 90 anos!

Clint Eastwood in Sudden Impact (1983)

Clint Eastwood in Gran Torino (2008)


 

Rodrigo Rema nasceu em Santos, é amante de cinema, assistidor de séries e filmes, estes há 25 anos, sendo frequentador assíduo das salas de exibição semanalmente, leitor de livros e internet, praticante de tênis de mesa. Admirador desde a saga Star Wars até os heróis e vilões presentes em Os Vingadores, passando pelos clássicos de terror, como O Cemitério Maldito, O Iluminado e It: A Coisa, adaptados das obras de Stephen King.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *