Dicas de filmes para a Quarentena | Segredos Oficiais e IO: O Último na Terra

Estamos em Quarentena. Quem tem condições físicas e financeiras pedimos que fique em casa. E respeitemos quem precisa sair para batalhar o pão de cada dia. Os cinemas seguem fechados, respeitando às indicações das autoridades da saúde. Para nós, cinéfilos, a falta é grande. Não há experiência melhor que ver um filme na sala escura, mergulhados naqueles universos. Porém, precisamos das alternativas. Serviços de streaming tem bons filmes disponíveis e listo alguns a seguir:

Segredos Oficiais (2019)

Keira Knightley in Official Secrets (2019)

Um dos melhores trabalhos do diretor Gavin Hood, de filmografia irregular: fez o vencedor do Oscar de Filme em Língua Estrangeira Tsotsi (2005) e o pavoroso X-Men Origens: Wolverine (2009). É baseado na história verifica de Katharine Gun (Keira Knightley, dos ótimos Orgulho e Preconceito e Desejo e Reparação).

A tradutora tornou-se mundialmente conhecida ao vazar para a imprensa segredos extremamente confidenciais da Agência de Segurança Nacional Britânica. Após acesso a memorandos secretos, foi capaz de provar que ocorreu uma grande pressão a seis países para que eles votassem a favor da invasão ao Iraque em 2003.

Tipo de filme que mistura drama de tribunal e investigação jornalística, para quem gostou de Snowden – Herói ou Traidor (2066), The Post – A Guerra Secreta (2017),) o ganhador do Oscar principal Spotlight – Segredos Revelados (2015), e Todos os Homens do Presidente (1976).

Disponível no Amazon Prime.

IO – O Último na Terra (2019)


Ficção científica intimista, muito mais sobre o comportamento humano do que a ciência em si.

Apresenta a jovem e promissora Margaret Qualley (da série The Leftovers e que fez uma das integrantes da Família Manson em Era uma Vez em… Hollywood, do ano passado). Ela interpreta Sam, adolescente que vive isolada em uma terra pós-apocalíptica, inabitável. Muitos humanos partiram para uma lua em Júpiter.

Filha de famoso cientista (Danny Huston, de 30 Dias de Noite e muitos trabalhos em cinema e TV) que pregava a esperança na recuperação do planeta, a jovem mantém as pesquisas do pai. Até conhecer Micah (Anthony Mackie, o Falcão do Universo Marvel), recém-chegado de balão à casa da protagonista.

Trata-se do segundo longa-metragem do diretor Jonathan Helpert, de apenas 36 anos. O cineasta investe nas interpretações da dupla principal. A atriz, além de bela é cativante, expressiva, possui olhar que hipnotiza o espectador. Já Mackie tem se mostrado versátil, da ação (Vingadores, etc) à comédia (Sexo, Drogas e Jingle Bells, de 2015) ao drama (Viver sem Endereço, 2014).

Para este momento de quarenta, nos faz refletir sobre a solidão, companhias e relações humanas.

Disponível no Netflix


André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *