Filmes sobre geeks e nerds

Mas afinal, quem são os geeks e nerds? Nerd é o sujeito muito interessado em algo, fissurado. Geek também, e está mais próximo do lado tecnológico. Ambos são sujeitos apaixonados e dividem os mesmos espaços. Abaixo, alguns filmes sobre personagens e situações comuns neste universo. As tramas retratam um pouco do dia a dia do que é ser alguém obcecado por quadrinhos, tecnologia, heróis, etc. Nela não consta produções estereotipadas como A Vingança dos Nerds, ainda que aqueles filmes dos anos 80 sejam divertidos em certo sentido.

Homem-Aranha: De Volta ao Lar (Spider-Man: Homecoming, 2017), de Jon Watts

Resultado de imagem para spider man homecoming death star

Pois é. Um filme de super-herói. Mas também um filme cujos dois protagonistas são geeks em essência: Peter Parker (Tom Holland) e Ned (Jacob Batalon) são adolescentes fissurados em montar a Estrela da Morte na versão Lego, curtem ciências e, o segundo principalmente, acompanha os personagens superpoderosos. Tanto que solta uma das melhores referências do longa, sobre o “nerd da cadeira”. Vá a alguma escola de ensino médio e provavelmente verá figuras assim.

O Virgem de 40 Anos (The 40 Year Old Virgin, 2005), de Judd Apatow

Resultado de imagem para The 40 Year Old Virgin action figures

A comédia romântica que transformou Steve Carell definitivamente em estrela do cinema mostra um tipo bem específico do mundo nerd: o colecionador. O astro interpreta Andy, cuja coleção impressiona seu interesse romântico, Trish (Catherine Keener). Foi com ele que aprendi a não tirar os bonequinhos da caixinha. Afinal, dentro delas, os action figures e colecionáveis valem mais. No final, é a coleção que banca o casamento da dupla.

Procura-se Amy (Chasing Amy, 1997), de Kevin Smith

Kevin Smith and Jason Mewes in Chasing Amy (1997)

Dirigido por um nerd de carteirinha, Kevin Smith (que também escreve HQs e é figurinha carimbada no segmento), traz dois protagonistas quadrinistas: Holden (o atual Batman e ex-Demolidor Ben Affleck) e seu amigo Banky (Jason Lee) ganham a vida fazendo uma tirinha de sucesso, em Nova Jersey. Amigos há anos, levam uma vida tranquila até Holden conhecer a roteirista Alyssa (Joey Lauren Adams) e ver sua vida transformada. O longa marcou uma geração e traz reflexões sobre relacionamentos, direitos da mulher e altas doses de referências em HQs. Em 1994 Smith tinha lançado O Balconista”, que lhe revelou ao mundo e também traz personagens do segmento.

Tommy (Tommy, 1975), de Ken Russell

Roger Daltrey, Elton John, Keith Moon, John Entwistle, and Pete Townshend in Tommy (1975)

A clássica ópera-rock da banda The Who ganhou adaptação para o cinema. Nela, vemos um garoto que presencia a morte do pai pelo padrasto e é coagido e dizer que não viu e nem ouviu nada. Por isso, torna-se “cego, surdo e mudo”. Anos depois, ele se torna campeão mundial de pinball. E é nas mesas do fliperama que o jovem encontra a cura para os traumas.

Big Bang: A Teoria (The Big Bang Theory, 2007-2019), de Chuck Lorre e Bill Prady

Resultado de imagem para the big bang theory geek

Fora das telonas, mas importantíssima na difusão do mundo nerd e geek, claro, está a série The Big Bang Theory que, ao longo de suas 12 temporadas, traz momentos antológicos e vividos por todo bom nerd ou geek.

O mais importante, talvez, seja dizer que hoje essa cultura se proliferou de tal forma que praticamente todo mundo entende, gosta ou participa em algum momento. Isso por que é uma cultura que rompe preconceitos e é voltada para pessoas de todas as idades e gêneros.


 

André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *