Crítica | A Caminho de Casa (A Dog’s Way Home, 2019)

Típico filme “sessão da tarde”, “feel good movie”, repleto de clichês e que, apesar dos obstáculos enfrentados pela personagem, sabemos: tudo acabará bem. Já vimos A Caminho de Casa diversas vezes e quer saber? O longa é uma delícia. É leve e ingênuo ao mesmo tempo que tenta passar seu recado: a importância de tratarmos bem cachorros, gatos, etc. É road movie canino.

A protagonista é Bella (dublada por Bryce Dallas Howard, da franquia Jurassic World), cachorrinha esperta, encontrada junto a gatinhos e a gata mãe por Lucas (Jonah Hauer-King) e a namorada Olivia (Alexandra Shipp, a atual Tempestade da saga X-Men e que esteve em Com Amor, Simon). Graças à uma lei local, ou algo assim, cães tidos como ferozes podem ser pegos e até mortos pelo poder público.

Para salvar Bella, Lucas, sua mãe Terri (a veterana Ashley Judd) e Olivia levam Bella para o Novo México, onde passa a ser cuidada por outra família. As saudades do antigo dono, ou melhor, amigo, a fazem sair da residência e partir numa jornada pelos Estados Unidos de volta para casa. Durante o caminho fará amizade com outros cachorrinhos, cuidará e será cuidada por uma puma, será perseguida por lobos, entre outros momentos.

Com extensa carreira em atuação, Charles Martin Smith assina a direção. Escolha acertada. Pois enquanto cineasta traz no currículo filmes “para a família” como Bud: O Cão Amigo (1997), Winter, o Golfinho (2011) e a continuação de 2014. Não faz nada de muito diferente e nem precisa. Pois o carisma de Bella é impressionante. Veja o filme no cinema e perceba as reações das pessoas, do choro ao “óóó”. Isso se você também não se emocionar.

As paisagens de Vancouver, no Canadá, onde a produção foi filmada, ajudam a criar o tom de fábula da história. São lindas. Das montanhas à neve.

Orçado em US$ 18 milhões, A Caminho de Casa arrecadou cerca de US$ 68 milhões. Sucesso de público. Nem tanto entre os críticos. A média de aprovação no agregador de resenhas Rotten Tomatoes é 60%. Compreensível por tratar-se de trama que simplesmente busca causar bons sentimentos. O espectador precisa vê-lo desarmado, sem radicalismos a favor ou contra os pets.

A Caminho de Casa
A Dog’s Way Home. 
2019. EUA.
Direção: Charles Martin Smith. 
Com Bryce Dallas Howard (dublando Bella), Jonah Hauer-King, Alexandra Shipp, Ashley Judd. 
96 minutos. 


André Azenha
Jornalista, crítico de cinema, produtor cultural, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Escreve uma coluna semanal, aos sábados, para o jornal Expresso Popular, colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante, em Santos. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *