Dia dos Namorados | Dez filmes para ver a dois

diadosnamorados
Tendo em vista a chegada do Dia dos Namorados, dez filmes que tem tudo para agradar aos pombinhos. A lista é variada e não tem a pretensão de ser definitiva. Todos estão disponíveis em DVD, Blu-Ray, streaming ou por demanda.

 

Amor em Jogo (2005)

Jimmy Fallon e Drew Barrymore em "Amor em Jogo".

Adaptado de Febre de Bola (que já havia sido filmado em 1997), do escritor cult Nick Hornby (Alta Fidelidade), a cativante comédia romântica dos irmãos Farrelly troca o futebol do livro pelo baseball, aproveitando o carisma de Drew Barrymore e Jimmy Fallon, casal que precisa lidar com o fanatismo dele pelos Yankees.


Antes do Pôr do Sol


"Antes do Pôr-do-Sol"

Quase 10 anos separam este do longa anterior, Antes do Amanhecer. Mas é como se não houvesse intervalo entre os dois filmes de Richard Linklater. No primeiro, o jovem americano Jesse (Ethan Hawke) e a estudante francesa Celine (Julie Delpy) se conhecem e partilham um dia em Viena. Na continuação, eles se encontram casualmente uma década depois em Paris.

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (2004)

brilhoeterno

Segundo filme do roteirista Charlie Kauffman com o diretor Michel Gondry (fizeram Natureza Quase Humana) é apaixonante, tem elenco inspirado e ideia original. Garota impulsiva (Kate Winslet) apaga o namorado (Jim Carrey) da memória em clínica que faz tal cirurgia. Ele resolve dar o troco, mas desiste no meio da “operação”. É um filme tecnicamente simples, porém profundo.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001)

amelie-riding-a-bike1

Mistura realidade e fantasia, drama, romance e comédia. Tem a francesinha mais fofa do cinema, Audrey Tautou (O Código Da Vinci), como a adorável personagem-título. Na busca para achar o antigo dono de uma caixa, que ela encontrou em sua nova casa, Amélie descobre o amor e uma nova visão do mundo.

Uma Linda Mulher (1990)

umalindamulher

Grande sucesso de bilheteria, remete às comédias românticas dos anos 40. Milionário (Richard Gere) contrata prostituta (Julia Roberts) para acompanhá-lo em eventos sociais durante uma semana, mas ambos se apaixonam. Exageros deixados de lado, o filme cativa pela canção-título e o carisma do casal protagonista. Julia (Globo de Ouro pelo papel), por sinal, se tornou estrela a partir deste longa.

Um Lugar Chamado Notting Hill (1999)

nottinghill

Traz o encontro dos astros Julia Roberts e Hugh Grant. A história é uma espécie de versão contemporânea para A Princesa e o Plebeu: estrela de cinema perseguida pelos paparazzi numa visita a Londres decide se esconder na casa de um sujeito comum. O charme do casal e a trilha sonora compensam todos os clichês.

Letra e Música (2007)

letraemusica

Astros das comédias românticas, Drew Barrymore e Hugh Grant jamais haviam atuado juntos. O filme aborda o revival dos anos 80 e traz Grant no papel de Alex Fletcher, astro decadente da música pop, que encontra em Sophie Fisher (Barrymore) a redenção.

A Princesa e o Plebeu (1953)


aprincesaeoplebeu

O papel de princesa que decide passear anonimamente em Roma e acaba envolvida com um repórter (Gregory Peck) rendeu à Audrey Hepburn o Globo de Ouro, o Bafta e o Oscar. Ela e Peck nos levam a uma viagem pelo cotidiano da capital italiana dirigida com maestria por William Wyller. Imitado à exaustão, inclusive na refilmagem televisiva de 1987 e Um Lugar Chamado Notting Hill, traz cenas memoráveis.

Quando Estou Amando (2006)


quandoestouamando

Luc Besson foi um dos produtores deste drama francês minimalista e sensível, que concorreu à Palma de Ouro em Cannes. Gérard Depardieu é Alain Moreau, cantor de bailes galanteador que passa a enxergar a vida de forma diferente quando conhece Marion (a belga Cécile De France).

Simplesmente Amor (2003)


simplesmenteamor1

Sabe aqueles filmes natalinos que já assistimos tantas vezes, mas sempre que reprisam, nos emocionamos outra vez? Esse é um deles. A diferença é que, ao invés de uma, conta com várias histórias, sempre com grandes astros e estrelas. Cada uma apresentando uma faceta do amor, ou a falta dele.


As opiniões embutidas nos textos são dos seus respectivos autores, e não refletem necessariamente a opinião do site ou de seu editor.

André Azenha
André Azenha

Jornalista, crítico de cinema, produtor cultural, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Escreve uma coluna semanal, aos sábados, para o jornal Expresso Popular, colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante, em Santos. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi.