Quadrinhos para ler antes de ver Pantera Negra

Oito histórias/sagas que apresentam devidamente o personagem antes do filme.

Oito histórias/sagas que apresentam devidamente o personagem antes do filme.

.
Pantera Negra é o primeiro filme do Marvel Studios em 2018. É o primeiro blockbuster cujo elenco é composto, em sua maioria, por atores e atrizes negros. Momento histórico para a representatividade nas telonas.

Basta lembrar que os blockbusters, os arrasa-quarteirões, começaram em meados dos anos 70, com Tubarão e Star Wars – este último completou 40 anos em 2017. Foram necessárias quatro décadas para que um filme de grande orçamento, com tal apelo e lançamento, baseado em super-heróis das histórias em quadrinhos, aposte em protagonistas que representam a comunidade negra. Justamente pelo abismo racial presente na sociedade norte-americana, Pantera Negra nunca foi tão popular quanto colegas da Casa das Ideias. O filme tem tudo para, ao menos, empatar o jogo. Por isso, quem prestigiar o longa-metragem sem conhecer a fundo o personagem pode seguir o guia abaixo: são oito HQs/sagas protagonizadas pelo Rei de Wakanda.

Foram citadas apenas aventuras-solo do personagem. A única exceção foi a sua estreia, que ocorreu no gibi do Quarteto Fantástico.

Levei em consideração a relevância histórica, seja para o personagem, seja para o Universo Marvel, algum tipo de relacionamento – ainda que indireto – da história/arco/saga com o filme.

Quase todas as informações da lista estão apoiadas em links presentes no documento. Duas das histórias citadas no documento são inéditas no Brasil, porém são citadas devido à importância para o herói.

Todas indicações estão acompanhadas de ficha técnica, títulos e datas das publicações originais e no Brasil, autores e curiosidades.

PANTERA NEGRA!  (THE SENSATIONAL BLACK PANTHER!)

Fantastic Four #52.

Fantastic Four #52 (1966).

.
Edição Original

Fantastic Four #52 – julho de 1966: https://www.comics.org/issue/20188/

No Brasil: 

Coleção Oficial de Graphic Novels Clássicos #5 – Quarteto Fantástico – O Dia do Juízo Final – Editora Salvat – Março de 2016: https://goo.gl/tiBsce

Pantera Negra – Uma Nação Sob Nossos Pés – Livro Um – Panini Comics  – Agosto de 2017: https://goo.gl/kQpTwA

Autores: Stan Lee (roteiro) e Jack Kirby (roteiro e arte).

Sinopse: Em um desafio auto-imposto T’Challa – o soberano de Wakanda, uma nação localizada na África altamente desenvolvida do ponto de vista tecnológico – convoca o Quarteto Fantástico para o seu país, com o objetivo de provar-se contra os maiores aventureiros da Marvel.

Curiosidades:

Esta é a primeira aparição do Pantera Negra. Nas aparições posteriores do herói foi estabelecido que a fonte da riqueza e desenvolvimento de Wakanda residia no fato deste país ser o único lugar do mundo onde poderia ser encontrado o vibranium, um metal raro capaz de absorver sons e impactos.

Fantastic Four #52 também traz a primeira aparição de Wyatt Wingfoot, um aliado do Quarteto Fantástico e um dos primeiros personagens nativo-americanos (indígenas) não-estereotipados do Quadrinho Americano.

A segunda aparição do personagem (em Fantastic Four #53) marca a estreia de Ulysses Klaw, um maligno aventureiro que posteriormente se transformaria no super-vilão Garra Sônica. Nos quadrinhos T’Challa se tornou o soberano de Wakanda porque Klaw assassinou o seu pai, o Rei T’Chaka. No Cinema ele estreou em Vingadores – A Era de Ultron e foi interpretado por Andy Serkis.

Após a sua estreia o personagem teve algumas participações especiais em Fantastic Four, até se tornar membro dos Vingadores no gibi The Avengers #52, em uma história aparentemente inédita no Brasil. Algumas das primeiras aventuras do personagem como integrante da equipe mais poderosa da Marvel podem ser apreciadas no gibi Coleção Histórica Marvel #04 – Os Vingadores (https://goo.gl/PQ8jUY).

Pantera Negra foi o primeiro super-herói negro de todos os tempos, se levarmos em conta todos os clichês inerentes ao gênero. Todavia, ele não foi o primeiro herói do Quadrinho Americano: Lothar (ajudante do Mandrake), Natongo dos Irmãos de Lança (https://goo.gl/QS2JqY), Waku (https://goo.gl/jm5X5p) ,  Gabe Jones (que apareceu no primeiro filme do Capitão América – https://goo.gl/YieHS8) e El Lobo (https://goo.gl/Qzz9GY) surgiram antes de T’Challa.

Stan Lee jura que o nome Pantera Negra não tem nenhuma relação com o grupo homônimo de esquerda que militou em prol da causa negra nos EUA nas décadas de sessenta e setenta, e de fato o herói estreou alguns meses antes das primeiras atividades públicas do deste grupo. Porém, para evitar “problemas” muitas vezes o personagem foi chamado de “Pantera”, “Leopardo” e “Leopardo Negro”. Apenas no início dos anos setenta a alcunha “Pantera Negra” foi definitivamente estabelecida.

 

A FÚRIA DO PANTERA (PANTHER’S RAGE)

Jungle Action #06.

Jungle Action #06 (1973).

.
Edição Original: 

Jungle Action #06 a #18 – entre setembro de 1973 e novembro de 1975:  https://goo.gl/Wkjkxr

Epic Collection – Panther’s Rage:  https://goo.gl/mX2SwF

No Brasil:

Coleção Oficial de Graphic Novels – Pantera Negra – A Fúria do Pantera – Editora Salvat – julho de 2017: https://goo.gl/5fn64U

Superaventuras Marvel #02 a #24 – Editora Abril – de agosto de 1982 e julho de 1984: https://goo.gl/g3S9ox

Autores: Don McGregor (roteiro), Billy Graham, Rich Buckler e Gil Kane (arte).

Sinopse: Após um longo período nos Vingadores T’Challa retorna para Wakanda, e encontra o seu país em estado de guerra civil, graças as maquinações de um terrorista chamado de Erik, o Terror Negro (Erik Killmonger). Caberá a T’Challa unificar seu povo, derrotar o vilão e simultaneamente lidar com o preconceito que seus conterrâneos tem em relação a sua namorada, a cantora de jazz Monica Lynne.

Curiosidades:

O Pantera Negra teve algumas aventuras-solo nos gibis Daredevil e Astonishing Tales no começo dos anos setenta, mas foi em “Jungle Action” que de fato ele se tornou pela primeira vez o personagem principal de uma revista em quadrinhos.

Esta história traz a primeira aparição de Erik Killmonger, que no vindouro filme do Pantera Negra será interpretado por Michael B. Jordan (Creed, Quarteto Fantástico).

Esta história traz a primeira aparição de W’Kabi, guerreiro wakandano que no filme será vivido por Daniel Kaluuya (Corra!).

A Fúria do Pantera é um marco do Quadrinho Americano, já que ela foi uma das primeiras histórias de longa duração (com mais de três partes) publicada nos EUA. Tal fato faz com que vários estudiosos a considerem a primeira graphic novel da Marvel e uma das primeiras lançadas no mercado estadunidense.

A Fúria do Pantera foi umas das histórias mais destacadas na primeira fase de Superaventuras Marvel, um dos principais títulos da Marvel publicados pela Editora Abril nos anos oitenta.

 

O PANTERA NEGRA DE JACK KIRBY

Black Panther #0.

Black Panther #01 (1977).

.
Edição Original:

Black Panther #01 a #12 – entre janeiro de 1977 e novembro de 1978: https://goo.gl/grzsWw

Black Panther by Jack Kirby Vol. 1: https://goo.gl/Us9icQ

Black Panther by Jack Kirby Vol. 2: https://goo.gl/W96i1r

No Brasil:

Inédito.

Autores: Jack Kirby (roteiro e arte).

Sinopse: O Pantera Negra se envolve na busca dos Sapos do Rei Salomão (http://www.marvunapp.com/Appendix/solofrog.htm ), um conjunto de artefatos místicos que permite ao portador viajar pelo Tempo e Espaço.

Curiosidades:

Em 1977 o Pantera Negra finalmente ganhou uma revista com o seu nome, e Jack Kirby foi encarregado de produzir as histórias para este gibi.

As aventuras escritas e desenhadas por Kirby para este título tinham uma “pegada” aventureira similar a dos filmes de Indiana Jones, como pode ser constatado pela busca pelo “mcguffin” batizado com o esquisitíssimo nome de Sapos do Rei Salomão.

Apesar da fantástica energia que Kirby impôs ao título a sua participação nele se encerrou na décima-segunda edição, e o gibi foi cancelado após a décima-quinta edição.

Estas aventuras foram um dos últimos trabalhos que Kirby fez para a Marvel.

 

PANTERA NEGRA (BLACK PANTHER)

Black Panther #01.

Black Panther #01 (1988).

Edição Original:

Black Panther #01 a #04 – entre julho e outubro de 1988: https://goo.gl/nfZJkL

No Brasil:

Pantera Negra #01 e #02 – entre dezembro de 1990 e janeiro de 1991 – Editora Globo:   https://goo.gl/QozQ2h

Autores: Peter Gillis (roteiro), Denys Cowan (arte).

Sinopse: Wakanda está enfrentando uma séria crise militar junto a alguns dos seus vizinhos, e para piorar a situação o Deus-Pantera vem para a Terra, com o objetivo de provar se T’Challa é digno de envergar o titulo de Pantera Negra.

Curiosidades:

Publicamente originalmente como uma série fechada em quatro partes, este foi o primeiro gibi brasileiro dedicado exclusivamente ao personagem.

Denys Cowan (co-criador do Super-Choque) é um dos mais renomados desenhistas negros da Indústria Americana de Quadrinhos, e no ano passado ele visitou nosso país para participar da CCXP 2017 (https://goo.gl/mz8JyA) .

 

BLACK PANTHER – THE CLIENT

Black Panther #01.

Black Panther #01 (1998).

.
Edição Original:

Black Panther #01 a #05 – entre novembro de 1998 e março de 1999: https://goo.gl/nfZJkL

Black Panther By Christopher Priest – The Complete Collection Volume 1: https://goo.gl/F88NJG

No Brasil:

Inédito.

Autores: Christopher Priest (roteiro) e Mark Teixeira (arte).

Sinopse: Uma criança que estava sob a guarda de uma ONG americana financiada com dinheiro de Wakanda é assassinada, e T’Challa decide investigar o caso pessoalmente. Na sua ausência uma conspiração se forma visando derrubá-lo do trono. Paralelamente a esses eventos a origem do Pantera Negra é apresentada para uma nova geração de leitores.

Curiosidades: 

Este arco de histórias marca o início do trabalho de Christopher Priest junto ao Pantera Negra. Priest é o mais longevo roteirista do personagem, tendo escrito de forma ininterrupta sessenta e três edições estreladas pelo Senhor de Wakanda (https://goo.gl/Aopcez).

Nas horas vagas Priest atua como pastor (!!!), e coube a ele o refinamento da cosmogonia relacionada ao Pantera Negra, definindo Bast (uma antiga deusa-gato egípcia)  como a maior divindade de Wakanda.

The Client marca a estreia de Everett Ross (https://goo.gl/daQxeC), um agente do governo americano que no Cinema deu o ar da sua graça pela primeira vez em “Capitão América – Guerra Civil”, interpretado por Martin Freeman.

The Client traz a primeira aparição das Dora Milaje (https://goo.gl/5Bo47T), as guarda-costas pessoais do Senhor de Wakanda. Nessa história o grupo é representado por Okoye e Nakia, que serão interpretadas no filme do Pantera Negra respectivamente por Danai Gurira (The Walking Dead) e Lupita Nyong’o (Doze Anos de Escravidão).

Zuri (um dos conselheiros reais de Wakanda) também estreou em The Client. No Cinema ele será vivido por Forest Whitaker.

 

QUEM É O PANTERA NEGRA? (WHO IS THE BLACK PANTHER?)

Black Panther #01.

Black Panther #01 (2005).

Edição Original:

Black Panther #01 a #06 – entre abril e setembro de 2005:  https://goo.gl/LGUdhm

Black Panther – Who is the Black Panther: https://goo.gl/HTZjkh

No Brasil:

Coleção Oficial de Graphic Novels #38 – Pantera Negra – Quem é o Pantera Negra? – Editora Salvat – dezembro de 2014: https://goo.gl/Pj1BRJ

Demolidor #29 a #33 – Panini Comics – entre junho e outubro de 2006: https://goo.gl/QMGs5e

Autores: Reginald Hudlin (roteiro), John Romita Jr. e Klaus Janson (arte).

Sinopse: Um grupo de saqueadores estrangeiros se prepara para invadir Wakanda, e cabe ao Pantera Negra impedi-los.

Curiosidades:

Reginald Hudlin (https://goo.gl/VVttpu) é um renomado roteirista, diretor e produtor televisivo e cinematográfico, e foi um dos produtores de Django Livre. Ele também foi presidente da BET (Black Entertainment Television), um canal a cabo voltado para o público afro-americano.

Quem é o Pantera Negra? foi adaptada para o formato de animação, e foi exibida em seis episódios no BET. Coube a Dijimon Hounsou (Amistad, Diamante de Sangue) dublar o Senhor de Wakanda. Aparentemente esta série nunca foi lançada em nenhuma plataforma no Brasil.

Em Quem é o Pantera Negra? surgiu pela primeira vez Shuri (https://goo.gl/iW84dT) , a irmã de T’Challa. No Cinema ela será interpretada pela atriz guianesa Letitia Wright (Black Mirror).

Por um breve período Shuri envergou o manto do Pantera Negra, em substituição a T’Challa. Muitas dessas histórias foram lançadas aqui no Brasil nas revistas mensais da Marvel  publicadas pela Panini (https://goo.gl/KyoTkp).

Antes que nos esqueçamos: na versão animada de Quem é o Pantera Negra?, Shuri foi dublada por Kerry Washington (Django Livre, Scandal).

 

A NOIVA DO PANTERA (BLACK PANTHER: THE BRIDE)

Black Panther #14 (2006).

Black Panther #14 (2006).

.
Edição Original:

Black Panther #14 a #18 – entre maio e setembro de 2006:  https://goo.gl/LGUdhm

Black Panther – The Bride: https://goo.gl/8JsH4e

No Brasil:

Marvel Action #05 a #08 – Panini Comics – entre maio e agosto de dezembro de 2007: https://goo.gl/A369YN

Autores: Reginald Hudlin (roteiro), Scott Eaton e Kaare Andrews (arte).

Sinopse: Após vários encontros e desencontros T’Challa e Ororo (a mutante Tempestade, dos X-Men) ficam noivos… e por fim se casam!

Curiosidades:

A Marvel realizou algumas ações de marketing com o objetivo de promover o casamento entre seus dois personagens negros mais proeminentes. Uma delas foi “encomendar” o vestido da noiva para Shawn Dudley, um renomado figurinista vencedor do prêmio Emmy (https://goo.gl/7U95Y2 ).

O gibi Marvel Team-Up #100 trouxe uma aventura onde foi revelado que T’Challa e Ororo se conheceram na juventude (https://goo.gl/mjQR7V). Esta história foi publicada no Brasil em 1985 no gibi Superaventuras Marvel #32 (https://goo.gl/AW337v). Posteriormente a minissérie em seis partes Storm (publicada originalmente em 2006 – https://goo.gl/uC224M) expandiu e detalhou este encontro, e por aqui ela foi publicada em 2007 na revista Marvel Especial #02 (https://goo.gl/z4KC6A) .

Na esteira do evento Vingadores vs. X-Men (https://goo.gl/v9FeQE) o casamento de T’Challa e Ororo foi anulado. Muitos fãs e jornalistas americanos acreditam que tal anulação aconteceu por causas das rusgas da Disney (proprietária da Marvel) com a Fox, que retinha os direitos cinematográficos sobre a Tempestade.

 

UMA NAÇÃO SOB NOSSOS PÉS (A NATION UNDER OUR FEET)

Black Panther #01 (2016).

Black Panther #01 (2016).

.
Edição Original:

Black Panther #01 a #12 – entre junho de 2016 e maio de 2017: https://goo.gl/m6pV6h

Black Panther – A Nation Under Our Feet:  https://goo.gl/pm8edW

No Brasil:

Pantera Negra – Uma Nação Sob Nossos Pés – Livros Um, Dois e Três – Panini Comics  – Entre agosto e dezembro de  2017: https://goo.gl/aHCJMZ

Autores: Ta-nehisi Coates (roteiro), Brian Steelfreeze e Chris Sprouse (arte).

Sinopse: Wakanda está fragilizada após ataques empreendidos por Namor, Doutor Destino e Thanos. Este é cenário perfeito para o surgimento de um levante contra o trono wakandano. Será que T’Challa conseguirá lidar com a possibilidade de uma guerra civil em sua nação? E o mais importante: será que os revoltosos estão de fato errados?

Curiosidades:

O jornalista e ativista afro-americano Ta-nehisi Coates e é o autor do best-seller multipremiado “Entre o Mundo e Eu” (https://goo.gl/Wc5gqQ). Uma Nação Sob Os Nossos Pés marca o primeiro envolvimento de Coates na produção de uma história em quadrinhos.

O título Uma Nação Sob Os Nossos Pés foi uma homenagem de Coates a um livro homônimo (https://goo.gl/JtyycN) escrito por Steven Hahn e aparentemente inédito no Brasil.

Em Uma Nação Sob Os Nossos Pés Coates redefiniu e detalhou a geografia de Wakanda, estabelecendo novas cidades, fronteiras e acidentes geográficos para a nação mais desenvolvida tecnologicamente do Universo Marvel (http://marvel.wikia.com/wiki/Wakanda).

Black Panther #01 – que marcou o início de Uma Nação Sob Os Nossos Pés – foi o oitavo gibi mais vendido no Mercado Direto (que engloba vendas em comic shops nos EUA, Canadá e Grã-Bretanha)  em 2016, atingindo o número de 286.755 unidades vendidas (https://goo.gl/yJWH3t).

Chadwick Boseman faz o herói na adaptação cinematográfica.

Chadwick Boseman faz o herói na adaptação cinematográfica.

.


 

As opiniões embutidas nos textos são dos seus respectivos autores, e não refletem necessariamente a opinião do site ou de seu editor.
Claudio Roberto Basilio
Claudio Roberto Basilio

Analista de sistemas nas horas vagas e colecionador de quadrinhos em tempo integral, ainda encontra um tempo para participar da organização da Santos Comic Expo, principal de quadrinhos do Litoral Paulista.