Crítica | Em Ritmo de Fuga (Baby Driver, 2017)

emritmodefuga5

Depois de fazer uma sátira aos filmes policiais (“Chumbo Grosso’), aos filmes de zumbi (“Todo Mundo Quase Morto”) e “tomar de assalto” o coração dos nerds (“Scott Pilgrim Contra o Mundo”), o cineasta Edgar Wright apresenta com “Em Ritmo de Fuga” (Baby Driver), o seu trabalho mais maduro. Um filme cheio de estilo, referências e que pode ser considerado, desde já, um dos melhores do ano.

A trama conta a história de Baby (Ansel Elgort, astro do filme “A Culpa é das Estrelas”, em papel sob medida), um jovem em dívida com um chefão do crime, Doc (vivido por Kevin Spacey) que para saná-la trabalha como motorista nos assaltos que Doc planeja.

Um dos pontos altos do longa é sua incrível trilha sonora que é muito bem usada já que o jovem protagonista precisa estar sempre ouvindo música para diminuir um zumbido que tem no ouvido (o motivo desse problema eu não vou revelar aqui).

emritmodefuga1

Outro destaque é o excelente elenco que cerca o jovem protagonista: além de Kevin Spacey, astros como Jamie Fox (“Miami Vice”), Jon Hamm (da premiada série da HBO, “Mad Men”), Eiza González (da série “Um Drinque no Inferno”). Flea (baixista da banda Red Hot Chili Peppers e que atuou em filmes como “O Grande Lebowski” e “Medo e Delírio”) e Jon Bernthal (o Justiceiro da série da Netflix) aparecem como membros das gangues de assaltantes para os quais Baby trabalha como motorista.

O roteiro mistura vários gêneros: desde os filmes policiais até musicais e romances.

“Em Ritmo de Fuga” tem sido comparado a filmes cult como “Pulp Fiction”, de Quentin Tarantino, mas as referências mais próximas, a meu ver, são “Vamos Nessa!” (Go), de Doug Liman, e “Drive”, de Nicolas Winding Refn.

Um filme repleto de ação, música de qualidade e um elenco em ótima forma. Além de um casal para lá de fofo (Ansel e Lily James, a Cinderela da versão live action).

“Em Ritmo de Fuga” é um dos melhores filmes que você verá em 2017. Não estranhe se vê-lo na temporada de prêmios, como na lista de indicados ao Oscar 2018 nas categorias de melhor Filme, Direção, Roteiro Original, Ator Coadjuvante (Kevin Spacey ou Jon Hamm) e Montagem. Não perca!

Em Ritmo de Fuga
Baby Driver
EUA/Reino Unido, 2017.
Direção: Edgar Wright.
Com Ansel Elgort, Kevin Spacey, Jamie Fox, Jon Hamm, Jon Bernthal e Lily James.
1h52min.


 

As opiniões embutidas nos textos são dos seus respectivos autores, e não refletem necessariamente a opinião do site ou de seu editor.
Marcelo Reis
Marcelo Reis

Marcelo Reis nasceu no finalzinho dos anos 70, É jornalista por formação, assistente administrativo por ocupação e cinéfilo de coração. Apaixonado por cinema desde os 13 anos (quando uma cirurgia o obrigou a ficar 6 meses de cama), tem um carinho todo especial por musicais, dramas, comédias românticas (‘Harry & Sally – Feitos um para o Outro” é sua favorita), romances e filmes do Woody Allen. Quase sempre, se identifica do lado de cá com algum(a) personagem da telona ou da telinha.