Há dez anos, dez filmes que merecem lembrança

Uma década atrás o cinema nos presenteou com algumas pérolas. Abaixo listo dez filmes. Há drama, comédia, guerra, romance, musical, documentário, faroeste, animação, policial. Longas estrangeiros e brasileiros.

Alguns deles figuram entre os melhores daquela década. Em comum, todos me envolveram de alguma forma.

Desejo e Reparação
desejo
Obra prima do britânico Joe Wright. Baseado no romance “Reparação”, de Ian McEwan, fala basicamente sobre como reparar um mal feito, seja o estrago em si, ou o dano moral. Um dos meus favoritos. Deveria ter levado os principais Oscars de 2008 (ganhou Trilha Sonora). Mas preferiram o supervalorizado “Onde os Fracos Não Têm Vez”, dos irmãos Coen. Só a sequência no caos da praia de Dunkirk já faz valer a experiência. Mas há o elenco primoroso liderado por Keira Knightley, atriz favorita do diretor, e James McAvoy. Além de , Vanessa Redgrave, Brenda Blethyn, Romola Garai e a então revelação Saoirse Ronan.
Crítica completa.

Encantada
encantada
O clássico desenho animado de princesa da Disney encontra a comédia romântica moderna live action.  Com direito a bruxa e heroína bonita que entoa canções fofas de amor e conversa com animaizinhos solícitos. Utiliza a premissa das animações clássicas para uma ideia interessante: o que aconteceria se uma princesa dos contos de fadas fosse parar no mundo real?De quebra, levou ao grande público a talentosa Amy Adams. Ela vinha de uma indicação ao Oscar pelo indie “Junebug” (2005).
Crítica completa
.

Os Indomáveis
indomaveis
A refilmagem de “Galante e Sanguinário” (1957) é bonita homenagem aos faroestes. Christian Bale e Russell Crowe vivem figuras que não são exatamente arquétipos de mocinho e bandido em trama cheia de reviravoltas e cenas espetaculares.
Crítica completa.

Jogo de Cena
jogo-de-cena
Mescla atrizes e não atrizes em depoimentos sobre as mais variadas situações. Assim, o mestre Eduardo Coutinho (1933-2014) propõe uma reflexão sobre o que é real ou não e a linha tênue entre documentário e ficção.

Letra e música
letraA comédia romântica que reuniu Hugh Grant e Drew Barrymore, dois dos atores mais carismáticos do gênero. Tem tudo para agradar fãs dos anos 80. A trilha sonora excelente é de Adam Schlesinger, do hit “That Thing You Do”, de “The Wonders”.
Crítica completa.

Piaf – Um Hino de Amor
piaf
A francesa Marion Cotillard ensina como encarnar de maneira impressionante um mito da música na biografia de Edith Piaf. Oscar indiscutível.

Ratatouille
rata
A animação fez a Disney (dona da Pixar) dividir as atenções dadas ao Mickey com outro ratinho: Remy, que sonha virar chef francês. Celebra a gastronomia e possui mensagem sobre humildade e respeito às origens.
Crítica completa.

Saneamento Básico – O Filme
sanea1-thumb-800x511-71689

Deliciosa comédia nacional de Jorge Furtado estrelada por Fernanda Torres, Lázaro Ramos, Wagner Moura e Camila Pitanga. A trama inteligente e divertida levanta várias questões relacionadas ao uso de dinheiro público e brinca com o “fazer cinema”.
Crítica completa.

Sangue Negro
angueDeu o segundo Oscar de ator a Daniel Day-Lewis. Ele dá um show na pele do sujeito que pretende enriquecer tanto para não ter contato com outros humanos. Épico cujos primeiros 15 minutos sequer possuem diálogos e vai num crescendo até a catártica cena final.
Crítica completa.

Tropa de Elite
tropa
O filme brasileiro mais importante da década ao lado de “Cidade de Deus”. Rendeu frases imortalizadas no imaginário popular e um personagem ícone da cultura pop nacional: o Capitão Nascimento de Wagner Moura.
Crítica completa.

As opiniões embutidas nos textos são dos seus respectivos autores, e não refletem necessariamente a opinião do site ou de seu editor.
André Azenha
André Azenha

Jornalista, crítico de cinema, produtor cultural, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Escreve uma coluna semanal, aos sábados, para o jornal Expresso Popular, colabora quinzenalmente com a Rádio CBN Santos e assina o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. É membro da Abraccine - Associação Brasileira dos Críticos de Cinema. Ministra cursos e palestras sobre crítica de cinema e jornalismo cultural. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante, em Santos.