Crítica | Winter On Fire: Ukraine’s Fight for Freedom

Ukraine Maidan Anniversary

O longa dirigido pelo russo Evgeny Afineevsky tem produção do Netflix e pode ser visto no serviço de streaming. Acompanha as manifestações na Ucrânia entre o fim de 2013 e o começo de 2014.

Winter on Fire Ukraine's Fight for FreedomPara contextualizar o conteúdo do filme é preciso voltar um pouco no tempo: a Ucrânia integrou a União Soviética. Está localizada entre Ocidente e Oriente. Posição estratégica.

Viktor Yanukovych foi eleito presidente do país em 2010. A eleição foi impugnada por irregularidades. Voltou ao cargo em 2012. A base de seu discurso era o alinhamento com a União Europeia.

No entanto, tramava parceria com a Rússia, contra a vontade de boa parceria da população. Com o objetivo inicial de fazer o mandatário mudar de ideia, estudantes tomaram – a partir de convocação via redes sociais – a Praça Maidan, coração de Kiev, de maneira pacífica.

Aos poucos, milhares e, depois, milhões de pessoas de várias partes da nação se reuniram no local. O governo reagiu, chegando a contratar ladrões e assassinos presos para amedrontar os manifestantes. Eclodiu a revolução, pessoas morreram e Yanukovych fugiu do país. Foram 93 dias.

Afineevsky, cineasta cujo currículo inclui mais de 20 prêmios, conduz o documentário a partir de depoimentos de estudantes, médicos, cantores, militares reformados, uma criança e representantes da igreja.

A obra mescla as entrevistas, um mapa que guia o espectador por Kiev e imagens cedidas por pessoas que estiveram no dia a dia da ocupação e do conflito. O clima é de suspense, quase como uma ficção. Eletrizante, intenso, tenso.

Há quem diga que a CIA ajudou os manifestantes e tinha interesses. Existe quem enxergue no então presidente ucraniano um corrupto e traidor da pátria. Mas ““Winter On Fire” é, acima de tudo, um excelente filme e retrato do poder do manifesto popular. Se serve de exemplo ou não para os brasileiros neste momento, cabe a você decidir.



WINTER ON FIRE: UKRAINE’S FIGHT FOR FREEDOM
Direção: Evgeny Afineevsky.
102 minutos.


 

 

André Azenha
Jornalista, crítico de cinema, produtor cultural, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Escreve uma coluna semanal, aos sábados, para o jornal Expresso Popular, colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante, em Santos. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *