As cartas estão na mesa para o Oscar

oscar ok

Neste fim de semana aconteceram mais duas premiações: o Sindicato dos Roteiristas dos EUA e o BAFTA, considerado o “Oscar” britânico. O primeiro é termômetro direto para a premiação do próximo dia 28 e contribuiu para as apostas. O segundo, apesar de contar, entre os votantes, com alguns profissionais em comum com a Academia de Hollywood, não costuma ser uma prévia da premiação norte-americana, ainda que tenha bastante prestígio.

Elenco de 'A grande aposta'Sábado (13), o Sindicato dos Roteiristas elegeu “Spotlight: Segredos Revelados” e “A Grande Aposta” respectivamente os melhores roteiros original e adaptado.

Nesse sentido, “A Grande Aposta” ganha algum fôlego na corrida pela estatueta de Melhor Filme, já que venceu também os Sindicatos dos Produtores e Editores. Geralmente, os longas que vencem a principal categoria do Oscar tendem a ser premiados também em roteiro e edição. Além disso, a produção narra um momento marcante da história recente dos EUA, algo que a Academia adora, e possui um excelente elenco.

Grandes atores também estão em “Spotlight”, eleito o Melhor Elenco no SAG, o Sindicato dos Atores, cujos membros formam grande parte dos votantes da Academia. O filme também narra uma história real. Mais chocante, é verdade: a denúncia feita pelo jornal Globe para os abusos sexuais cometidos por padres da igreja católica em Boston. Fato que pode fazer os velhinhos de Los Angeles torcerem o nariz. Também ganhou o Critics’ Choice Awards, o que lhe confere prestígio.

Spotlight - Segredos Revelados é um dos concorrentes ao Oscar deste ano Assim, “A Grande Aposta” e “Spotlight” são os favoritos para a cerimônia de 28 de fevereiro.

Tal qual o Critics’ Choice, o Globo de Ouro é formado por membros da imprensa. Por isso, nenhuma das premiações pode ser considerada uma prévia certeira para o Oscar. “O Regresso”, líder de indicações em Hollywood (12), levou o Globo de Ouro e o BAFTA, e é o terceiro nessa corrida. Mas tem contra ele o fato de “Birdman”, do mesmo diretor (o mexicano Alejandro González Iñárritu) ter vencido ano passado.

“Mad Max: Estrada da Fúria”, com suas dez indicações, tende a receber o prêmio em categorias técnicas.
Abaixo, como é costume, listo aqueles que devem sair premiados no Oscar e os que eu gostaria de ver agraciados. Às vezes, o resultado pode bater. Vale ressaltar sempre que especular os possíveis premiados não é um exercício de adivinhação, e sim uma análise feita com base nessas premiações que antecedem os Academy Awards.

Leonardo DiCaprio em 'O Regresso'Melhor filme:
– Deve levar: “A Grande Aposta” ou “Spotlight: Segredos Revelados”. “O Regresso” corre por fora.

– Gostaria que levasse: “Mad Max: Estrada da Fúria” seria uma surpresa extremamente positiva, é o melhor filme entre os oito concorrentes e mostraria que a Academia está disposta a olhar para o futuro. Caso “Spotlight” leve, não ficarei decepcionado.

Melhor diretor:
– Deve levar: Alejandro González Iñárritu ganhou o Sindicato dos Diretores e é o favorito. Venceu em 2015 por “Birdman” e, se repetir o feito, proporcionará ao México o terceiro prêmio seguido na categoria, já que Alfonso Cuarón ganhou dois anos atrás por “Gravidade”. Adam McKay (“A Grande Aposta”) e Tom McCarthy (“Spotlight”) estão na briga.

– Gostaria que levasse: George Miller por “Mad Max: Estrada da Fúria” dá um show de direção e uma aula para cineastas mais jovens.

'Ex Machina'Melhor roteiro original:
– Deve levar: “Spotlight: Segredos Revelados”.

– Gostaria que levasse: “Ex Machina” é uma história incrível e um filme independente. Essa categoria costuma surpreender vez ou outra. Se fosse para “Divertida Mente” também seria bem legal. Mas se der “Spotlight: Segredos Revelados” a estatueta ficará em boas mãos.

Melhor roteiro adaptado:
– Deve levar: “A Grande Aposta”.

– Gostaria que levasse: “O Quarto de Jack”.

Leonardo DiCaprio chega ao tapete vermelho do Globo de Ouro 2016Melhor ator:
– Deve levar: Leonardo DiCaprio ganhou todos os prêmios até agora.

– Gostaria que levasse: Leonardo DiCaprio. Está mais do que na hora, não é? Bryan Cranston (“Trumbo: Lista Negra”) não seria má opção.

Melhor atriz:
– Deve levar: Brie Larson (“O Quarto de Jack”) ganhou todos os prêmios até agora.

– Gostaria que levasse: Brie Larson está incrível e merece. Ainda que haja a espetacular Cate Blanchett concorrendo por “Carol”. Só não vale Jennifer Lawrence.

Sylvester Stallone e Michael B. Jordan em 'Creed: Nascido para lutar'Melhor ator coadjuvante:
– Deve levar: Uma das principais incógnitas deste ano é essa categoria. O Sindicato dos Atores premiou Idris Elba por seu magnífico trabalho em “Beasts of No Nation”, produzido pelo Netflix e lançado em poucos cinemas nos EUA. Se ele estivesse aqui seria um concorrente muito forte. Entre os indicados, há correntes que falam em Mark Rufalo (“Spotlight”), que é querido pelos colegas e ainda não foi premiado, Christian Bale, que teve grande atuação em “A Grande Aposta” mas foi premiado alguns anos atrás na mesma categoria por “O Vencedor”, e Mark Rylance, marcante em “Ponte dos Espiões. No entanto, há um fator chamado Sylvester Stallone, que reprisou o papel de Rocky Balboa no excelente “Creed: Nascido Para Lutar” e injustamente teve sua condição de ator várias vezes questionada durante a carreira. Além de estar super bem no filme, é querido por todos e vem ganhando força após vencer o Globo de Ouro, quando foi ovacionado, o Critics’ Choice Awards e tem feito o trabalho de bastidores, comparecendo aos eventos. Também seria uma forma de consagrar a carreira de um dos grandes astros de ação de Hollywood.

– Gostaria que levasse: Sylvester Stallone.

Kate Winslet em 'Steve Jobs'Melhor atriz coadjuvante:
– Deve levar: Briga boa também nesta categoria. Alicia Vikander levou o Sindicato dos Atores e teve excelente temporada, com papeis importantes em “Ex Machina” e “Agentes da UNCLE”. Mas há Kate Winslet correndo por fora, que levou o Globo de Ouro e o BAFTA.

– Gostaria que levasse: Alicia Vikander (“A Garota Dinamarquesa”).

Kate Winslet, apesar de estar ótima em “Steve Jobs”, já tem um Oscar e diversas indicações. Premiar Vikander seria reconhecer uma das atrizes jovens mais talentosas do momento.

'Divertida mente', filme da Pixar, mostra como são lidam as emoções na cabeça das pessoasMelhor animação:
– Deve levar: “Divertida Mente”. Ganhou os principais prêmios até agora, inclusive o Sindicato dos Produtores e também concorre a Roteiro Original. Ou seja, ao ser nomeada para uma das principais categorias mostra o reconhecimento como uma animação acima da média.

– Gostaria que levasse: “O Menino e o Mundo”. Seria uma forma da Academia celebrar a produção independente, que vai na contramão do cinemão.

– Seria uma grata surpresa: Qualquer outra das três animações indicadas. Toda fora de Hollywood e de excelente qualidade.

Melhor documentário de longa-metragem:
– Deve levar: “Amy”. Ganhou o Sindicato dos Produtores, o BAFTA e o Critics’ Choice. Há ainda “Cartel Land”, que tem entre os produtores Kathryn Bigelow (diretora de “Guerra ao Terror”, pelo qual ganhou o Oscar de direção) e aborda um tema recorrente nos EUA: a invasão de imigrantes pela fronteira com o México e a luta contra o tráfico de drogas.

– Gostaria que levasse: “Amy”, concebido pelos mesmos realizadores de “Senna”, é um retrato fiel e complexo da cantora que faleceu precocemente.

'O filho de Saul'Melhor filme em língua estrangeira:

– Deve levar: “O Filho de Saul”. Ganhou praticamente todas as principais premiações até agora.

– Gostaria que levasse: Por não ter visto todos os concorrentes, prefiro não comentar.

O Oscar 2016 será exibido ao vivo em Santos, no Cine Roxy 5 (Av. Ana Costa, 443, Gonzaga), domingo, 28 de fevereiro, a partir das 22h. Os especialistas Waldemar Lopes e Gustavo Klein comentarão os prêmios e sortearão brindes nos intervalos da transmissão. A entrada é gratuita, mas pede-se a gentileza de um quilo de alimento não perecível em prol da ACAUSA.

O brasileiro "O Menino e o Mundo" conseguiu indicação histórica.
O brasileiro “O Menino e o Mundo” conseguiu indicação histórica.

 

André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *