Crítica | Steve Jobs

SteveJobs3.0.0

Não acompanha Steve Jobs da infância à morte como outras cinebiografias costumam fazer com seus retratados. O roteiro de Aaron Sorkin (Oscar por “A Rede Social”) baseado no livro de Walter Isaacson – jornalista que acompanhou diversas passagens na vida do cofundador da Apple – se concentra em três momentos da carreira do executivo: os lançamentos Macintosh, da NeXT e do iMac.

Detalhes sobre o desenvolvimento dos computadores são abordados. No entanto, o longa é muito mais sobre a figura de Jobs fora dos palcos (onde se notabilizou pelas grandes apresentações de seus produtos) e suas contradições. Assim, relacionamentos que duraram décadas com sua assistente Joanna Hoffman (Kate Winslet), os colegas Steve Wozniak (Seth Rogen) e John Sculley (Jeff Daniels) e a filha (interpretada nas diferentes fases por Makenzie Moss, Ripley Sobo e Perla Haney-Jardine) são condensados em diálogos intensos antes de cada evento. A câmera movimentada e o vai e vem de pessoas colaboram para que o espectador não se canse do falatório.

Com uma produção conturbada, em virtude das reclamações da ex-mulher de Jobs e de produtores (que fizeram David Fincher deixar o projeto e dar lugar a Danny Boyle), o filme toma diversas liberdades, mas entrega ao espectador um interessante retrato do polêmico empresário. Sem transformá-lo em Deus ou demônio. Complexidade essa incorporada pelo ator Michael Fassbender. Destaque para Kate Winslet, que “desaparece” em sua personagem. Os dois concorrem ao Oscar (ela como coadjuvante).


 


STEVE JOBS (idem).
Estados Unidos/Inglaterra, 2015.
Direção: Danny Boyle.
Com Michael Fassbender, Kate Winslet, Jeff Daniels, Makenzie Moss, Ripley Sobo, Perla Haney-Jardine, Seth Rogen, Michael Stuhlbarg, Katherine Waterston.
122 minutos.


 

 

André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *