Sesc Santana realiza mostra cinematográfica Cine SP

Labiríntica, moderna, brutal, desvairada. As representações da cidade de São Paulo no cinema raramente são sutis. Para celebrar os 462 anos da Paulicéia, o Sesc Santana apresenta, de 12 de janeiro a 26 de fevereiro, uma mostra de cinema para re-pensar a grande metrópole e as relações entre seus habitantes. Há ainda um curso para iniciantes de Cinema.

Composta de cinco filmes nacionais e dois cursos, a programação propõe aprofundar o olhar sobre as concepções e sonhos de poder ser feliz na cidade.

A exibição dos filmes, que ocorrem no Teatro, nas terças-feiras, às 20h, assim como os cursos, que acontecem na Sala de Múltiplo Uso III, são gratuitos. Confira abaixo a programação completa:

“São Paulo, Sociedade Anônima”
12/01
Livre para todos os públicos
Luís Sérgio Person, 111 min, 1965.

Em São Paulo, entre 1957 e 1961, é mostrada a trajetória de Carlos (Walmor Chagas), que pertence à classe média. Guiando-se pelas chances imediatas que lhe são dadas, ele ingressa numa grande empresa e, na sequência, aceita um cargo numa fábrica de auto-peças, da qual torna-se gerente. A certa altura se vê na pele de um chefe de família, que trabalha muito, ganha bem, mas vive insatisfeito. Sem projeto de vida ou perspectivas de se opor à condição que rejeita, só lhe resta fugir.

“Contra Todos”
19/01
Não recomendado para menores de 18 anos
Roberto Moreira, 94 min, 2004.

Filme de estreia do diretor Roberto Moreira, gira em torno de um matador de aluguel Teodoro (Giulio Lopes), que atua em um bairro da periferia de São Paulo eliminando ‘gente indesejável na comunidade’. O assassinato do filho de um açougueiro amigo da família do tal ‘justiceiro’ origina uma crise entre seus parentes e faz com que todos entrem numa miscelânea de conflitos e mentiras.

“Não por acaso”
02/02
Não recomendado para menores de 10 anos
Philippe Barcinski, 90 min, 2007

Dois desconhecidos têm suas vidas abaladas por um mesmo acidente de trânsito: Pedro (Rodrigo Santoro), um jovem obsessivo que vive da sua paixão pela marcenaria e construção de mesas de sinuca. Ênio (Leonardo Medeiros), um engenheiro de trânsito solitário e frustrado tanto emocionalmente como profissionalmente.

“Noite Vazia”
16/02
Não recomendado para menores de 10 anos
Walter Hugo Khouri, 91 min, 1964

Em São Paulo, dois amigos (um deles casado e de família rica) tomam duas prostitutas para uma noite de busca de prazeres diferentes. Mas a experiência acaba por ser frustrante para todos os envolvidos, pela amargura em suas conversas e atitudes que revelam angústias e sentimentos mais profundos, além do vazio de suas vidas.

“Linha de passe”
23/02
Não recomendado para menores de 10 anos
Walter Salles, Daniela Thomas, 117 min, 2008

O filme narra o conturbado dia-a-dia de uma familia da periferia de São Paulo. Reginaldo (Kaique Jesus Santos), o mais novo procura obsessivamente seu pai biológico; Dario (Vinícius de Oliveira) sonha com uma carreira de jogador de futebol, mas, aos dezoito anos, não consegue de forma alguma um espaço dentro de um clube esportivo; Dinho (José Geraldo Rodrigues), que esconde um passado comprometedor, busca redenção na religião evangélica; Dênis (João Baldasserini) tenta correr atrás de seus objetivos em cima de uma motocicleta. No centro desta família está Cleuza (Sandra Corveloni), 42 anos, grávida do quinto filho.


Curso – Cinema Expandido, Experimentos Paulistanos

Não recomendado para menores de 14 anos

Uma introdução ao cinema experimental por meio da prática. Pensando nas relações de identidade pessoal e suas relações com o urbano, os participantes serão estimulados a criar seus próprios ensaios audiovisuais com os recursos disponíveis: câmeras pocket, celulares, tablets e filtros artesanais. A partir do material gerado, será proposta experiência de projeção sobre suportes alternativos. Com Flor Di Castro.
Vagas limitadas.
Inscrições a partir de 5/1 na Central de Atendimento.
Sala de Múltiplo Uso III.
De 27 a 29/01.
Quarta a sexta, das 19h às 21h45

Curso – Memórias do cinema paulista
Não recomendado para menores de 14 anos

Vivemos um momento da cidade de São Paulo no qual constantemente se fala da renovação/reocupação da área central da cidade. Muitos projetos e ações estão em curso, mas o que precisamos realmente acessar é a memória do que essa área representou e daqui para a frente pode potencialmente representar para a cidade. Este projeto de curso de história do cinema e posterior citação de pontos chave na cidade pretende revigorar a memória do cinema paulista e sua conexão constante com a área central da capital do Estado de São Paulo. As aulas abordam da chegada do cinema a São Paulo à abordagem da produção contemporânea.
O curso inclui um passeio guiado (27/02) pelo centro de São Paulo em visita aos antigos cinemas da cidade.
30 vagas.
Inscrições a partir do dia 02/02, na central de atendimento.
Sala de Múltiplo Uso III.
De 17 a 26/02.
Quartas e sextas, 19h às 21h30.
27/02. Sábado, às 9h.


Serviço

Sesc Santana
Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Jd. São Paulo. Tel. 2971-8700.
Teatro. 330 lugares. Acesso para deficientes – Estacionamento.

Formado em Jornalismo na UniSantos em 1999, atuou como repórter e também como editor de revistas segmentadas nas áreas de Construção, Transporte, Indústria e Automação Industrial. Também trabalhou em Assessorias de Imprensa nas áreas de Cultura e Negócios. Viciado em Música (mais do que em Cinema - foi mal, André, rs...) e em revistas (de todos os tipos). Nas horas vagas, ataca de baterista de banda de rock. Contato: redacao.cinezen@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *