Longa nacional contará a história da Batalha da Rua Maria Antônia

A Globo Filmes é a nova parceira na realização do segundo longa-metragem da diretora Vera Egito, o “Rua Maria Antônia – A Incrível Batalha dos Estudantes”. A empresa será coprodutora do filme, que também terá o diretor José Alvarenga Jr. como produtor associado, além de produção da Paranoid e distribuição da Europa Filmes.

O longa, que está em fase de captação de recursos, retratará os conflitos entre estudantes, durante a ditadura militar, nessa rua que é ícone da região central da cidade de São Paulo.

A história traz como ponto principal o jovem Leon, um estudante de filosofia de 18 anos. É a partir do olhar dele que será possível acompanhar a batalha entre os estudantes, além de observar todas as questões ideológicas e comportamentais que explodiam naquele momento.

O roteiro, escrito também por Vera Egito, foi inspirado em um evento histórico real. Em 1968, os estudantes da Escola de Filosofia da USP e os estudantes do curso de Direito da Universidade Mackenzie entraram em conflito físico e armado na Rua Maria Antônia, na qual se localizavam as instituições.

Na Escola de Filosofia da USP estavam concentrados membros da UNE, organização de esquerda que lutava contra o regime militar. No curso de Direito do Mackenzie estava organizado o CCC (Comando de Caça aos Comunistas). Os grupos de ideologias inversas entraram em conflito em outubro de 1968. A batalha terminou com o fechamento da Escola de Filosofia pelas forças militares ditatoriais.

“Rua Maria Antônia – A Incrível Batalha dos Estudantes” é o segundo longa-metragem de Vera Egito, que fará sua estreia no início do próximo ano, primeiramente com a comédia dramática “Amores Urbanos”.

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *