Trilha sonora: CHAPPiE

Lançado globalmente no início de março deste ano, “CHAPPiE” é uma ficção científica dirigida por Neill Blomkamp, sul-africano que chamou a atenção do mundo com “Distrito 9”, de 2009. Apesar de “CHAPPiE” ainda não ter chegado ao Brasil, chama a atenção dos amantes de trilhas sonoras a nova criação de um trio altamente qualificado: Hans Zimmer (indicado no último Oscar por seu trabalho em “Interestelar”), Steve Mazzaro (“O Homem de Aço”, de 2013) e Andrew Kawczynski (colaborador de Zimmer em outras trilhas).

Depois de fazer um trabalho com um formato mais clássico em “Interstelar”, Zimmer prova em “CHAPPiE” porque é uma referência em trilhas sonoras. Em 16 faixas, o compositor alemão utiliza sons e efeitos de sintetizadores para criar um ambiente moderno e apocalíptico. Na segunda faixa, “The Only Way Out Of This”, o beat acelerado remonta a cenários noir e a música não faria feio em um festival de música eletrônica.

É interessante ver como Zimmer é aberto a experimentações, sempre saindo de lugares comuns. “Use Your Mind” traz um piano de fundo em seu primeiro minuto, e na sequência vem um “oceano” de sintetizadores que levam o ouvinte a sons de electro-pop dos anos 80, para depois encerrar com um clima denso de suspense.

Em “Indestructible Robot Gangster #1”, nota-se a influência de seus colaboradores mais jovens, Mazzaro e Kawczynski, quando a faixa adquire um tom de dubstep e big beat, estilos pesados de música eletrônica. “Mayhem Downtown” é outra porrada, com corais e teclados oitentistas que tornam-se quase um heavy metal. Sim, tudo isso feito por um compositor que já recebeu 10 indicações ao Oscar de Melhor Trilha Sonora Original (ele só levou uma estatueta para casa em 1994, por “O Rei Leão”).

Na parte final da trilha, “We Own This Sky” inicia com um assobio que parece vindo de algum western, mas como é uma ficção científica, logo o baixo sintetizado e sons espaciais deixam o ouvinte em meio a uma guerra, ou a um duelo… Vale também citar (e ouvir) a faixa final “Illest Gangsta On The Block”, com efeitos sonoros típicos de video game acompanhando uma base pesada de baixo e bateria.

https://www.youtube.com/watch?v=Sag6E8qwyzg

Formado em Jornalismo na UniSantos em 1999, atuou como repórter e também como editor de revistas segmentadas nas áreas de Construção, Transporte, Indústria e Automação Industrial. Também trabalhou em Assessorias de Imprensa nas áreas de Cultura e Negócios. Viciado em Música (mais do que em Cinema - foi mal, André, rs...) e em revistas (de todos os tipos). Nas horas vagas, ataca de baterista de banda de rock. Contato: redacao.cinezen@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *