Invencível, de Angelina Jolie

Há histórias que merecem ser contadas. Algumas por que se tornam exemplos de esperança, superação, fé. Outras por que nem o roteirista mais criativo poderia imaginar algo tão difícil de acreditar. A trajetória verídica de Louis Zamperini (1917-2014) se encaixa em ambos os exemplos. De origem italiana, enfrentou o preconceito nos Estados Unidos, onde virou atleta olímpico reconhecido. Serviu na Segunda Guerra, quando seu avião caiu em mar e ficou à deriva por mais de 40 dias. Até ser encontrado pelos rivais japoneses. Na mão dos inimigos, sofreu todo tipo de tortura. Sobreviveu. A ponto de tornar sua trajetória tão conhecida que virou o livro “Unbroken: A World War II Story of Survival, Resilience”, adaptado ano passado por Angelina Jolie para o cinema neste “Invencível” (Unbroken).

Trata-se do segundo trabalho de Jolie como diretora que traz um pano de fundo bélico: o primeiro foi “Na Terra do Amor e do Ódio”, sobre o conflito na Bósnia. Mais uma vez a estrela presenciou uma recepção dividida da mídia especializada.

Nobreza não falta à Angelina por filmar histórias que nos trazem certas mensagens. Fé, esperança, a luta contra o preconceito são assuntos abordados pela cineasta. No entanto, fica a impressão de faltar certa emoção ao rodar certas cenas. Talvez por que esteja insegura na nova função. Por isso ela se cercou de gente experiente: os irmãos Joel e Ethan Coen, sempre celebrados por seus roteiros, coassinam o scritp com Richard LaGravenese, profissional acostumado a contar tramas de superação a exemplos de “P.S. Eu Te Amo” e “Escritores da Liberdade” (os dois protagonizados por Hilary Swank). William Nicholson, de “Os Miseráveis” e “Gladiador”, completa o time de escritores.

Tecnicamente correto na ambientação, fotografia e direção de arte desde o passado de Zamp – apelido de Louis – na Califórnia, até quando precisa enfrentar os perigos marinhos e, depois, os japoneses, “Invencível” talvez se prolonga demais quando ele e um colega viram prisioneiros de guerra. Pode ser que a diretora queira nos mostrar o quão forte e corajoso o jovem foi. Não precisava tanto.

angelina-jolie-e-louis-zamperiniJack O’Connell, da série “Skins” e que aparece rapidamente em “300: A Ascensão do Império”, dá dignidade e a nobreza necessárias ao personagem principal. O restante do elenco também não vai mal. Conhecido também como o cantor de J-Pop Miyavi, Takamasa Ishihara vive o algoz Watanabe, o qual parece nutrir desejo pelo prisioneiro. Há ainda Garrett Hedlund, que vive o capitão Fitzgerald.

Sem poupar os conterrâneos, Jolie não deixa de mostrar os soldados americanos que aceitavam discursar contra a própria nação, na Rádio de Tóquio, para escapar da prisão e viver com certas regalias. E nos apresenta àquele tipo de história que não merece apenas ser contada, mesmo que de maneira irregular, mas também precisa ser conhecida.

Estreia no Brasil: 15/01/2015. 

André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *