Os Mercenários 3

A franquia segue reunindo veteranos astros de ação para fazer o que faziam melhor no auge de suas carreiras: lutar, pular, saltar, metralhar, contar piadas (ainda que várias sem graça), com o acréscimo de muitas rugas no rosto. O personagem de Harrison Ford, que substitui Bruce Willis, diz em certo momento: “Nunca me diverti tanto”. Fala que pode muito bem significar o sentimento do ator. É preciso respeitar essa turma que faz o filme que quer, mesmo datado, ganha milhões e dá risadas. A diferença aqui dos dois longas anteriores são as presenças de Mel Gibson, Wesley Snipes (cuja cena inicial é metáfora à vida real: ele esteve preso de verdade), mercenários jovens (inclusive uma garota) e um imperdível Antonio Banderas.

3 estrelas de 5.

Estreia: 21/08/2014.

André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *