20/06: CineZen Clube recebe Waldemar Lopes em bate-papo sobre o clássico A Noviça Rebelde

Em 29 de março de 2009, no extinto bistrô La Quiche Dorée, que ficava na Rua Epitácio Pessoa, no Embaré, acontecia o lançamento do site CineZen (www.cinezen.net) com um bate-papo sobre crítica cultural. Desde seu surgimento, o site mantido de forma colaborativa e que atualmente conta com articulistas de várias cidades (inclusive de outros estados), tem buscado promover o diálogo, a formação de público para a cultura e a cidadania. Nesse tempo já foram mais de 100 bate-papos promovidos pelo CineZen, em sua maioria com artistas e produtores culturais da Baixada Santista, além de ciclos e mostras de cinema, ora beneficentes, ora realizados em parceria com outras instituições, como o Sesc.

Na sexta, 20 de junho, a partir das 20h, no Ao Café, tem continuação o CineZen Clube, projeto iniciado em maio e que, uma vez por mês, recebe alguém que faça trabalho de destaque na Baixada Santista para falar do filme que marcou a sua vida. Na ocasião, o encontro será com o artista plástico e crítico de cinema Waldemar Lopes, que falará do clássico “A Noviça Rebelde”, vencedor de cinco Oscars e estrelado pelo mito Julie Andrews.

Waldemar é profundo conhecedor de cinema. Há vinte anos, promove a tradicional Palestra do Oscar, em Santos. E sua admiração por Julie Andrews é notória Ao entrar-se na Open House, escola de idiomas que dirige e fica na rua Minas Gerais, no Boqueirão, é possível se deparar com vários quadros da atriz (e outros ícones de Hollywood) pintados por ele. “Foi meu pai o responsável pela minha paixão por Julie, curtimos ‘A Noviça Rebelde’ em família e pronto: Julie me fisgou para o resto da vida. Tive a felicidade de vê-la nos palcos da Broadway em ‘Victor/Victoria’ e ela, felizmente, era tudo o que eu imaginava: simplesmente o máximo. Ela realmente brilhava o tempo todo, Estava linda, atuava e dançava com perfeição e confirmava ter a voz mais bonita dos palcos. Encontrei-me com ela várias vezes na saída do teatro, sendo que numa ocasião pintei um retrato dela com seu marido Blake Edwards, para dar-lhe de presente, e ela me convidou para ir aos bastidores! Não pude acreditar! Foi a pintura que me possibilitou esse contato maior com Julie, que foi simpática e radiante, elegante e simples. Nesses anos continuo escrevendo para ela, que me mandou CD’s, fotos e livros autografados”, relembra ele.

A Noviça Rebelde 3O CineZen Clube tem caráter beneficente: o convidado da vez indica uma instituição filantrópica para que o evento arrecade alimentos. No caso, a Casa Vó Benedita. Assim, a entrada é franca, mas pede-se a gentileza de um quilo de alimento não perecível. E haverá sorteio de brindes culturais após o bate-papo. “Se falamos de formação de público, preenchemos os eventos com esse atrativo. Mas só sorteamos itens ligados à cultura e às artes, como ingressos de cinema, livros (de preferência, de autores santistas), CDs, etc. Assim, tentamos atrair mais pessoas, e divulgamos a arte”, detalha André Azenha, editor do CineZen e idealizador do projeto.

Sobre o filme A Noviça Rebelde

O filme originou-se de um musical da Broadway, cuja história é baseada na vida da família de cantores Von Trappm da Áustria. As canções são da autoria de Richard Rodgers e as letras de Oscar Hammerstein II, com passagens instrumentais adaptadas por Irwin Kostal, com roteiro de Ernest Lehman. Foi rodado principalmente em locações em Salzburgo, na Áustria, e na região da Baviera, na Alemanha. O filme ganhou o Oscar de melhor filme em 1966, e é um dos musicais mais populares já produzidos. O álbum com a trilha sonora foi nomeado ao Grammy de melhor álbum do ano. Foi escolhido pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos para ser preservado no Registro Nacional de Filmes em 2001, e sempre está presente nas listas dos melhores filmes já feitos, como as do American Film Institute.

Sinopse: No final da década de 30, na Áustria, quando o pesadelo nazista estava prestes a se instaurar no país, uma noviça (Julie Andrews) que vive em um convento mas não consegue seguir as rígidas normas de conduta das religiosas, vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp (Christopher Plummer), que tem sete filhos, é viúvo e os educa como se fizessem parte de um regimento. Sua chegada modifica drasticamente o padrão da família, trazendo alegria novamente ao lar da família Von Trapp e conquistando o carinho e o respeito das crianças. Mas ela termina se apaixonando pelo capitão, que está comprometido com uma rica baronesa.

Direção: Robert Wise.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=KuWsQSntFf0

Serviço:
CineZen Clube com Waldemar Lopes falando do filme A Noviça Rebelde
Sexta, 20 de junho, 20h.
Ao Café, Av. Siqueira Campos, 462, Boqueirão, esquina do canal 4 com a rua Lobo Viana
Entrada franca, mas pede 1kg de alimento não perecível em prol da Casa Vó Benedita.

Histórico

Entre os eventos promovidos pelo CineZen até hoje, estão, além do CulturalMente Santista, a Mostra Cine Brasil Cidadania (janeiro de 2014), em parceria com o Sesc, o CineZen Natalino (que já teve três edições, em parceria com o Roxy), a Mostra Superman 75 Anos (2013), junto da Gibiteca, o ciclo A Saúde Mental no Cinema, com a ONG TAMTAM e o Pólo de Atenção Intensiva em Saúde Mental da Baixada Santista, e outros. Atualmente o site tem média de 80 mil acessos únicos por mês e, entre os colaboradores, alguns dos principais escritores da região, como Ademir Demarchi, Marcelo Ariel, Manoel Herzog, Marcus Vinicius Batista, Mô Amorim, Viviane de Almeida, Carlos Gama. O webmaster é do Recife, Wagner Beethoven. Já o site CulturalMente Santista surgiu em 2011, visando registrar entrevistas biográficas de artistas e produtores da Baixada Santista, sendo o “irmão mais novo” do CineZen. Ambos têm páginas no Facebook: www.facebook.com/cinezen e www.facebook.com/culturalmentesantista.

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *