Enquanto isso…

Enquanto o país se incendeia nas chamas do crescimento das ações do crime organizado, bem organizado até mesmo dentro da estrutura do estado, a presidente da república vai de um fórum na Suíça para um passeio extra-programa por Lisboa – a peso de ouro – e, de lá, parte para a inauguração de um porto cubano, financiado com dinheiro brasileiro. Muito mais dinheiro que o investido nos carentes portos nacionais. É demais… Ou de menos!

Enquanto sua excelência vadeia de um país a outro, atolando a nossa imagem nos charcos do descaso, manifestantes encapuzados badernam nas capitais, detonam a segurança pública e o patrimônio, também de particulares, sob os olhares plácidos da inércia e da incompetência.

Politiqueiros profissionais justificam os atos ou, no mínimo, atacam a ação da polícia, como se o papel dela fosse o de “passar a mão na cabeça” de criminosos que nada têm de amadores.

Começamos falando em crime organizado e ele se organiza cada vez mais, pois já são quase treze mil inquéritos em andamento na Polícia Federal, só para apurar corrupção, peculato, fraudes e outros crimes contra a administração pública.

Nesse caminho, entretanto, entram as bençãos dos padrinhos, dos sócios e, até, os foros privilegiados, que servem de capa e “mata tempo” enquanto os autores buscam saídas, acordos e desvios de rota.

O país já vai à bancarrota.

Sim, vai à bancarrota com o crescimento astronômico da dívida pública, com os perdões das dívidas dos “amigos” deles, com o financiamento das obras nas casas “deles” e das casas deles vamos à copa na nossa casa, que vai acabar de levar a vaca ao brejo.

Saída eu não vejo!

Agora é tarde.

Mas que a justiça se faça, Divina, ainda que tarde.

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

2 thoughts on “Enquanto isso…

  1. Mais claro que isso, Carlos Gama., não dá para ser. Quem viver verá. Espero na justiça Divina pois nessa, que presenciamos e que vem se complicando cada vez mais, não dá. Total descrédito.

  2. Agradeço a visita e o comentário, Sonia.
    Creio que só nos resta mesmo esperar pela Justiça Divina, porque a humana está mais que corrompida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *