Surpresas

Você talvez já soubesse, mas o “ignorantão” aqui nem fazia ideia.

Descobri – pois você não me havia dito nada – que o BNDES financiou setenta e cinco por cento do custo da construção de uma hidrelétrica, no Equador…

Sim, isso mesmo; saíram do nosso bolso duzentos e noventa e um milhões de dólares para “bancar”, no estrangeiro, o trabalho de uma empreiteira que financia campanhas políticas por aqui. Mas não ficamos nisso, não! Estamos financiando um projeto de seiscentos e oitenta e dois milhões de dólares, para ampliação do Porto de Mariel, em Cuba.

Afinal, o tal de BNDES fará algum dia jus ao nome (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) ou vai continuar sendo um banco para custear benemerência lá fora e bancar projetos megalomaníacos de pseudo-empresários brasileiros com complexo de grandeza universal?

Buscando informações sobre as muitas ações “extras e ordinárias” da Alstom no Brasil, eu acabei me deparando com novidades incríveis.

Descobri, por exemplo, que a francesa tem por cá trinta e nove subsidiárias atuando nas mais diversas áreas…

Não! Essa não consta da relação das trinta e nove.

Em momentos como este, eu acabo me lembrando das aulas de história; vou recordando Cavendish em Santos, Nicolas chegando ao Rio de navio… Maintenant, ils viennent en train ou en avion.

C´est vrai monsieur Villegagnon?

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *