A triste eficácia da lei

É assombroso e inconcebível o festival de normas e de regras que são criadas todos os dias, apenas para serem burladas ou para atenderem ao interesse de alguns.

Sem dúvida alguma, os constantes maus exemplos vindos de quem deveria cuidar das regras e de sua execução, é que sustentam a individualidade e as vantagens a qualquer custo, como se cada um vivesse num mundo independente, sem ninguém em derredor.

O acúmulo de lixo e de outros materiais inservíveis pelas calçadas, pelas praias e pelos canais, dá uma pequena mostra desta triste realidade.

É como se cada um vivesse o seu último momento, sem dever se preocupar nem ao menos com o próprio futuro.

Os políticos despudorados se locupletam do que deveria ser público e o povo, tentando seguir-lhes os passos – se não tirando proveito -vai depredando o que deveria ser sua herança.

As relações entre as pessoas quase sempre têm fins, sem passar pelos princípios; a amizade, muitas vezes chega a ser coisa de segunda.

Os meios de comunicação de massa são usados para ludibriar os de menor capacidade de entendimento e raciocínio, além de servirem para desajustar alguns princípios sociais.

A família, para uma grande parcela dos viventes, é aquela parte de si que deve ficar aos cuidados do estado decadente, como troca por uma convivência concupiscente.

As leis são interpretáveis, convenientes e se alguma delas parece imutável e eficaz, é a velha “Lei de Gérson”.

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *