Embargos e Infringentes

cinemasssokObservando-se o andar da carroça política e dos que a tracionam, desde os seus primórdios no Brasil, conclui-se que Padre António Vieira, além de homem sábio, era também dotado de uma visão de longo alcance; ainda assim, não se pode deixar de dar a devida atenção aos méritos ou deméritos do DNA político, que parece manter-se inalterado há tantos séculos.

No “Sermão do Bom Ladrão” (diante do rei, de sua corte, de ministros, magistrados e conselheiros reais), o franciscano usa das sábias palavras de São Basílio e se aprofunda nos questionamentos sobre a moralidade, sobre a justiça e sobre a falsidade que permeia as estruturas das sociedades desde tempos imemoriáveis: “Não são ladrões só os que cortam bolsas e espreitam os que se vão banhar, para lhes colher a roupa; os ladrões que mais própria e dignamente merecem este título são aqueles a quem os reis encomendam os exércitos e legiões, ou o governo das províncias, ou a administração das cidades…”.

Deixo de lado estas minhas lucubrações filosóficas, para analisar e questionar a validade do tombamento das casas populares do Macuco, especialmente neste momento em que a demagogia é o ponto alto da questão, pois esse conjunto de habitações nada tem de característico em sua arquitetura, ainda mais quando grande parte dessas construções já está totalmente descaracterizada por reformas e modificações – regulares ou não – promovidas através dos anos e que são fruto do interesse de seus proprietários ou do estrabismo dos organismos fiscalizadores.

Essa ânsia, que se apodera de alguns para o tombamento incitado de imóveis sem as características mínimas que o justifique, é a responsável pelos percalços todos que atingem os proprietários da casa que fica ao lado da Delegacia de Trânsito da cidade, na Avenida Conselheiro Nébias.

Enquanto isso, os ilustrados e os “insurgentes” dão clara mostra de sua educação “moderna”, de seu interesse pela cultura ou pela história, “tuitando” e “facebuqueando“ entre luzes – no escuro dos cinemas e dos teatros – o que se lhes verte do excesso nas caixas encefálicas.

E, por conta disso, evitando “embargos sobre os infringentes” (como aconteceu com a onerosa construção da Ciclovia das Palmeiras – na avenida Ana Costa), acelera-se a “construção” de um trecho da trajetória do VLT, levantam-se rapidamente os muros, convidam-se os grafiteiros e os “fiteiros”, para com isso tapar os olhos que ainda vêem e calar as raras bocas que gritam, sob a escusa de que, “agora já está feito” e não se pode jogar esse dinheiro no lixo…

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *