Pulando Amarelinha

amarelinhaTodas as manhãs lá vão eles, João e Maria, pelas sendas da selva de concreto “pulando amarelinha”… Nem sempre!

Pula um, pula dois, pula três…

Pronto! Deu porco na cabeça com 69.

Atrasados e estressados “vazam” no vermelho pilotando bólidos; vão contando com a sorte que nem sempre os outros têm. É a vida ou morte girando nessa roleta quase russa.

Ágeis ou não tão ágeis, pedestres também arriscam e às vezes acertam.

Vermelho 11!

No caminho dos pedestres – as calçadas – veículos cortam a passagem transitando livres ou estacionados, atravessados, mas os agentes cansados cuidam dos estacionamentos regulamentados, das receitas e de um bolo que não se sabe quem come.

Crupiês e gerentes criam regras cada vez mais amenas – algumas estúpidas – apenas e tão somente para cativar a “clientela” e garantir o posto.

Na casa de jogos decide-se a liberdade de acesso a máquinas caça-níqueis, até para as crianças.
Liberadas pelos sócios ocidentais, nacionais, que sempre querem mais.

Máquinas que têm “menos de cinqüenta”, mas com as alavancas puxadas vão girando acima…Bem acima!

Meninos, não mais que meninos, pilotam essas máquinas de uso livre, sem luzes e sem qualquer proteção que lhes defenda as cabeças meio-vazias.

Jovens estudantes e até pedreiros, inábeis nessa arte, trafegam pelas linhas esquerdas, driblando “concorrentes” de maior peso e porte, apostando apenas na sorte…

Mas, se falhar, que o giro pare na morte…Única e consorte. Com sorte não sobrevivem meia-vida entre lençóis de um leito permanente, augurando a dita como saída.

Pais modernos e liberais geralmente sofrem mais, mas é tarde, tarde demais…

Gerentes e crupiês não perdem o sono e nunca respondem, porque esse “cassino” não tem dono.

Mas “ela” chega…

Preto 17!

É a sua vez de pularem amarelinha.

Pula um, pula dois, pula três…

Queimou!

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

2 thoughts on “Pulando Amarelinha

  1. Gama, você traz a realidade de forma instigante nesse jogo de amarelinha…jogo da vida!

  2. Regina, minha cara amiga, a realidade é dura, desagradável, mas tem de ser abordada, lembrada, enquanto ainda é tempo.
    É mesmo o duro jogo da vida.
    Obrigado pela leitura e comentário amigo.

    Abração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *