Guilherme Fontes diz que filme Chatô, o Rei do Brasil sai até o fim do ano

Em produção desde 2003, o filme “Chatô, o Rei do Brasil”, estreia do ator Guilherme Fontes como diretor, deve estrear, vejam só, até o final do ano. “Estou na diretoria do Polo de Cine e Vídeo, reabri minha produtora e estou me preparando para finalmente estrear o Chatô. Pode contar uns quatro, cinco meses a partir de hoje”, disse Fontes à revista Caras.

O diretor diz que finalizou com dinheiro próprio o longa sobre Assis Chateaubriand (1892 -1968) baseado na biografia escrita por Fernando Morais. Fontes, também produtor do longa, captara recursos com leis de incentivo desde 1996 para realizar Chatô, mas teve mais verba negada para finalizar o trabalho. Em 2008, sob processo instaurado pela Ancine, teve irregularidades apontadas nas contas da produção e foi condenado pela Controladoria-Geral da União a devolver R$ 36,5 milhões ao Estado.

Além da devolução do dinheiro, ele foi condenado em 2010 a três anos, um mês e seis dias de reclusão por sonegação fiscal – pena convertida em trabalho comunitário e multa. Fontes entrou com recurso contestando a decisão e um novo parecer judicial ainda não tem data para ser dado. “Estou completamente preparado para o assédio que está por vir. Até hoje, foram só críticas a mim. Quero ver as criticas ao filme”, continua Fontes na entrevista. Ele diz não saber se inscreverá Chatô em festivais ou se lançará direto no circuito.

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *