Corações Perdidos: Filho de Ridley Scott não aproveita o bom elenco

A vida de Doug Riley parece ter acabado, mas esqueceu de avisar. Não que ele esteja contente com isso, apesar de assumir a situação e não fazer muita coisa para mudá-la. Com um pouco mais de 50 anos, vive um casamento sem graça desde que a filha faleceu em um acidente de carro uns anos atrás. Desde então, sua mulher não sai de casa para nada. O único alívio que ainda tem é um dia automático de pôquer e um caso com uma garçonete.

Em “Corações Perdidos”, o diretor Jake Scott constrói todo o longa em cima do personagem de Doug, interpretado de maneira consistente por James Gandolfini, bastante conhecido pelo trabalho magistral como Tony Soprano na série de tevê. É em cima desse senhor que não sente mais o menor prazer de viver, que se desenvolve uma trama de perdão, segundas chances e aprendizado, acima de tudo.

Mesmo nesse clima de aceitação e de conformismo, em uma viagem para New Orleans para participar de uma convenção, Doug resolve não voltar mais para a casa em Indianápolis e avisa isso a esposa Lois (Melissa Leo, de “O Vencedor”). Esse desejo é motivado em grande parte, porque no seu caminho atravessa a stripper Mallory (Kristen Stewart), que com apenas 16 anos utiliza do próprio corpo para angariar o sustento cotidiano.

Quando as cartas estão todas na mesa e parece que vai acontecer um jogo interessante, o roteiro investe em premissas conservadoras e apáticas. Ken Hixon (de “O Último Suspeito”) não consegue levar a trama para longe do convencional e acaba abortando um filme que poderia ser muito melhor, mas que acaba se salvando somente pelas atuações dos três personagens principais. Nada surpreende e os passos são previsíveis e sem muita inspiração.

Ainda não foi em “Corações Perdidos” que Jake Scott (filho de Ridley Scott) acerta seu caminho no cinema. Conhecido por trabalhos na área da música com bandas como R.E.M e U2, ele peca por não conduzir melhor o competente trabalho dos atores. Mesmo usando de alicerces fortes como casamento, companheirismo e desilusão, não consegue ir além de um parco campo de visão, onde o preto segue sempre preto e o branco parece nunca querer deixar de ser branco.

CORAÇÕES PERDIDOS
(Welcome to the Rileys, Reino Unido / EUA, 2010).
Direção: Jake Scott.
Roteiro: Ken Hixon.
Elenco: James Gandolfini, Kristen Stewart, Melissa Leo.
Drama.
110 minutos.

Estreia no Brasil: 08/07/2011.

Lançamento em DVD e Blu-ray: Novembro/2011.

O filme integra o acervo da Vídeo Paradiso.

Leia mais sobre e comente o filme também na Cinemaki.

Adriano Mello Costa, apaixonado por Cultura Pop, mantêm o Coisa Pop há cinco anos, filho bastardo do antigo Cultura Direta, que hoje hiberna tranquilamente. Acha o R.E.M a melhor banda do mundo (depois dos Beatles, lógico). É viciado em cervejas escuras, pães e bandas de rock com mulheres no vocal. No mais, acredita que tudo pode sempre ser melhor do que já é...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *