Cine Comunidade leva sétima arte e informação à Caruara

A Biblioteca de Caruara

O cinema pode desempenhar vários papéis: entretém, é capaz de gerar reflexão, abordar diferentes aspectos da sociedade, informar sobre temas nem sempre difundidos como deveriam. Aliás, temas que numa sala de aula poderiam ser encarados como “chatos”, na tela de cinema ganham outro tratamento, atraem a atenção do espectador. No entanto, nem todas as pessoas têm acesso à sétima arte. Tendo em vista o potencial informativo desempenhado pelos filmes e a falta de condições encontrada por moradores de comunidades carentes em conseguir assisti-los, a Secretaria de Cultura passa a realizar o Cine Comunidade.

O projeto inicialmente acontecerá sempre no segundo sábado de cada mês, na recém-reformada Biblioteca Municipal Plínio Marcos, em Caruara, bairro da área continental de Santos. Serão realizadas sessões de filmes seguidas por bate-papo com o jornalista e editor do CineZen, André Azenha. Eventualmente, haverá a presença de um profissional convidado, que fará comentários a respeito do tema retratado no dia. Para começar, em 10 de dezembro, às 15h, será exibida a animação “Rio”, dirigida pelo brasileiro Carlos Saldanha. A trama acompanha as aventuras das duas últimas araras azuis restantes no planeta, em uma ensolarada Rio de Janeiro. Apesar de bem-humorada, a história levanta importantes questões: preservação ambiental e tráfico de animais.

“A biblioteca atualmente não é mais apenas o ponto de encontro para quem deseja ler. O termo leitura passa a ganhar um sentido universal. Biblioteca agora é um espaço multimídia, onde o cidadão tem à disposição diferentes formas de informação: do livro ao áudio-livro e o filme”, explica Jamir Lopes, gestor da rede municipal de Bibliotecas Públicas. “A Secretaria de Cultura percebeu esse novo papel desempenhado pelas bibliotecas e tem investido em novos projetos e infra-estrutura. Conforme o público aderir ao projeto, poderemos levá-lo a outros bairros de Santos, a exemplo da Zona Noroeste”, afirma. Desde 3 de outubro, a Biblioteca Municipal Plínio Marcos conta com mil novos tí­tulos e 150 áudio-livros, que podem ser emprestados aos moradores, além de jornais e revistas. A nova estrutura possui ainda seis computadores, impressoras, televisão LCD (42 polegadas), DVD e home theater.

“O Cine Comunidade comprova a capacidade do cinema em agir socialmente. Mas o intuito é que esses bate-papos ocorram de forma prazerosa para as pessoas, que terão acesso a grandes filmes de forma gratuita e poderão trocar ideias sobre os assuntos relevantes”, diz André Azenha. “Informação sim, mas de maneira acessível, gostosa. Vez ou outra, pretendemos levar suco e pipoca, que serão distribuídos entre os participantes”, conclui.

O Cine Comunidade tem apoio cultural da Vídeo Paradiso.

Serviço:
Cine Comunidade – exibição de “Rio” mais bate-papo com André Azenha
Quando: Sábado, 10 de dezembro, 14h
Onde: Biblioteca Municipal Plínio Marcos, Praça Palmares, Caruara, área continental de Santos
“Rio”, animação, 2011, de Carlos Saldanha, 96 minutos.
Entrada franca

Sobre André Azenha: Jornalista, crítico de cinema, editor do www.cinezen.net e do CulturalMente Santista (santoscultural.net). É formado em Roteiro pela Escola de Cinema de São Paulo. Foi repórter e colunista de sites, revistas e jornais de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Alagoas. Desde 2007 é repórter da Veja Litoral Paulista. Em 2008, publicou seu primeiro livro, “Poesia a Quatro Mãos”, escrito em parceria com sua mãe e poetisa Regina Azenha. Trabalhou com o crítico de cinema Rubens Ewald Filho entre 2008 e 2009. Em 2011, fez críticas de filmes para a revista Época São Paulo. No mesmo ano, passou a assinar colunas semanais no portal do Curta Santos e no Jornal da Orla. Mediou o ciclo Documentários Comentados, no Sesc Santos. Participa de e organiza ciclos de cinema e eventos culturais. Colabora com a revista literária Mirante e o Clube de Poetas do Litoral. Também é assessor de imprensa: atuou em agências de comunicação de São Paulo de 2008 a 2011. Em 2009, assessorou a Feira Música Brasil, maior evento do gênero na América Latina, ocorrido no Recife. Criou o CineZen em março de 2009 e no ano seguinte passou a organizar do “CineZen Convida”, com o objetivo de estimular a discussão e a produção cultural. Em 2011, lançou o site CulturalMente Santista, que visa criar um registro jornalístico, na internet, da memória cultural de Santos e região.

Apoio cultural:

Vídeo Paradiso: Locadora que completou 20 anos de atuação em agosto de 2011, possui um acervo com mais de 17 mil títulos, entre DVDs, Blu-rays e fitas VHS. Tem sido parceira e apoiado projetos culturais da região, como da Cinemateca de Santos, Cineclube Lanterna Mágica, Oficinas Querô, cujos curtas são disponibilizados para locação gratuita, Sesc, Curta Santos e o CineZen. Mais em www.videoparadiso.com.br.

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *