Se Enlouquecer, Não Se Apaixone traz Zach Galifianakis em mais uma atuação espirituosa

Craig (Keir Gilchrist) é um adolescente praticamente como qualquer outro. Cursa o colegial em Nova York, EUA, e apesar de fazer parte de um programa para alunos mais inteligentes, ou seja, participar de uma classe com um status diferente, sofre as agruras que a paixão pode oferecer nessa parte da vida. Para piorar, ele inventou de se apaixonar pela namorada do melhor amigo, o que somado às pressões que sofre da família para ser alguém importante, fazem sua cabeça pirar.

Esse simples roteiro inicial dá o tom de “Se Enlouquecer, Não Se Apaixone”, uma comédia dramática que aterrissa diretamente em DVD no Brasil. Baseado no romance de mesmo nome escrito por Ned Vizzini, o filme é dirigido em conjunto por Ryan Fleck e Anna Boden (os mesmos de “Sugar”, de 2008) e mostra um jovem tentando se adequar ao mundo, enquanto lida de modo desajeitado com uma doença bastante comum e subestimada: a depressão.

O verdadeiro disparo da história acontece quando Craig passa a pensar com frequência em suicídio, tentando inclusive se jogar da ponte do Brooklyn, mas não reúne a coragem para tanto. Com a cabeça em parafuso, se dirige a um hospital para atendimento e acaba internado por alguns dias. O problema é que como a ala destinada as pessoas de sua idade está em reforma, ele passará a conviver com adultos que tem problemas muito mais sérios que o seu, como esquizofrenia.

Dentro do hospital, Craig acaba se encontrando um pouco mais e aprende a lidar com os obstáculos e as pressões, principalmente devido ao contato com a jovem e bela Noelle (Emma Roberts) e com Bobby (Zach, de “Se Beber, Não Case”), um cara gente boa, mas que sofre com uma doença que lhe deixa incapaz de seguir em frente e ser o pai que a pequena filha que tem merecia ter. No meio dessa estrutura meio desconexa e incomum, é que a história se encaixa e desenvolve.

“Se Enlouquecer, Não Se Apaixone”, traz seus próprios problemas (além da esdrúxula tradução), principalmente quando tenta passar uma imagem muito límpida do serviço de saúde ou quando envereda demais pelo caminho da redenção. Mesmo assim, vale bem a pena ser visto, pois trata de maneira inteligente de temas difíceis e emociona em pequenas proporções, além de ter uma trilha sonora bacana e um Zach Galifianakis em atuação espirituosa e surpreendente.

*Colaboração do Coisa Pop

SE ENLOUQUECER, NÃO SE APAIXONE
(It’s Kind Of a Funny Story, EUA, 2010).
Direção: Ryan Fleck e Anna Boden
Roteiro: Ryan Fleck e Anna Boden, baseados em livro de Ned Vizzini.
Elenco: Keir Gilchrist, Zach Galifianakis, Emma Roberts.
Comédia dramática.
101 minutos.

Lançamento direto em DVD e Blu-ray: Agosto/2011.

O filme integra o acervo da Vídeo Paradiso.

Leia mais sobre e comente o filme também na Cinemaki.

Adriano Mello Costa, apaixonado por Cultura Pop, mantêm o Coisa Pop há cinco anos, filho bastardo do antigo Cultura Direta, que hoje hiberna tranquilamente. Acha o R.E.M a melhor banda do mundo (depois dos Beatles, lógico). É viciado em cervejas escuras, pães e bandas de rock com mulheres no vocal. No mais, acredita que tudo pode sempre ser melhor do que já é...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *