Malu de Bicicleta amansa texto original de Marcelo Rubens Paiva


Em algum momento da vida uma paixão avassaladora e meio sem sentido dará o ar da sua graça. Se isso não aconteceu até agora, pode esperar que ainda tem boas chances de acontecer. Nesse ponto é certo que você se pegará fazendo alguma coisa que não gosta, como por exemplo, comer ostras detestáveis só para agradar a pessoa na sua frente. É o que acontece com Luiz Mário (Marcelo Serrado) no filme “Malu de Bicicleta”.

O filme dirigido por Flávio R. Tambellini (“Bufo & Spallanzani”) é uma adaptação do livro homônimo do Marcelo Rubens Paiva e narra as desventuras do conquistador e vida mansa Luiz. Empresário da noite paulistana e com uma vida regada a muita mulher, ele resolve tirar umas férias forçadas no Rio de Janeiro e logo no primeiro dia é atropelado por uma bicicleta em pleno calçadão. No comando dessa bicicleta está uma bela mulher de nome Malu (Fernanda de Freitas).

Nos primeiros 30 minutos de filme realmente não há muito com o que se empolgar. Tudo parece caminhar para uma comédia romântica recheada com todos os clichês possíveis. Temos lá um garanhão que se depara com uma mulher de um mundo diferente do seu e que lhe confrontará em várias convicções. Acontece que ele se dá mal e fica perdidamente apaixonado por ela e por mais que exista reciprocidade, paga com a mesma moeda o que aprontava com conquistas anteriores.

Depois dessa meia hora inicial, mesmo com todas as conhecidíssimas situações apresentadas, o tom escolhido para declamar esse amor é que faz o filme valer verdadeiramente à pena. Necessidade, desejo e vontade (como diria a canção) são ultrapassados por aquela sensação de que você achou a pessoa certa para envelhecer contigo. Acontece que junto com isso vem o medo de perder e traz na bagagem uns passageiros ingratos e nada nobres como o ciúme e a paranóia.

http://www.youtube.com/watch?v=dhUyn6CoXdI&feature=player_embedded

“Malu de Bicicleta” tem roteiro coordenado pelo próprio Marcelo Rubens Paiva, no entanto, não apresenta a mesma carga erótica do livro, dando uma pequena amansada. Mas mesmo assim é uma comédia romântica para adultos que funciona muito bem. O amor, ou paixão como preferir, é posto em prova por alguns dos seus ângulos mais conhecidos e transforma encontros e desencontros em uma história bem real, que pode ser contada em qualquer esquina do mundo.

*Colaboração do Coisa Pop

MALU DE BICICLETA
(Idem, Brasil, 2009).
Direção: Flávio Tambellini.
Roteiro: Marcelo Rubens Paiva.
Elenco: Marcelo Serrado, Fernanda de Freitas, Marjorie Estiano, Otávio Martins, Daniela Galli, Maria Manoella, Thelmo Fernandes, Daniela Suzuki, Marcos Cesana.
Comédia / Romance.
90 minutos.

Estreia no Brasil: 04/02/2011.

Lançamento em DVD: 25/05/2011.

Leia mais sobre e comente o filme também no Cinemaki.

Adriano Mello Costa, apaixonado por Cultura Pop, mantêm o Coisa Pop há cinco anos, filho bastardo do antigo Cultura Direta, que hoje hiberna tranquilamente. Acha o R.E.M a melhor banda do mundo (depois dos Beatles, lógico). É viciado em cervejas escuras, pães e bandas de rock com mulheres no vocal. No mais, acredita que tudo pode sempre ser melhor do que já é...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *