Incontrolável: boa ação com doses de drama

Chris Pine e Denzel Washington têm boa química em "Incontrolável" (Divulgação)

O diretor Tony Scott já fez alguns filmes em parceria com o ator Denzel Washington como “Chamas da Vingança”, “Déjà Vu” e “O Sequestro do Metrô 123”. Em todos eles pode-se afirmar que não conseguiu o resultado esperado, pois as produções acabavam patinando entre o insosso e a pura decepção. Não que fossem completamente ruins – a parte técnica até que é boa e a direção de atores promovia resultados surpreendentes de certo modo.

Com “Incontrolável”, dá para dizer que a parceria entre os dois realmente começou. Não se trata de um trabalho espetacular. Na verdade não chega próximo disso. No entanto, é um filme de ação competente que traz cenas realmente instigantes e que conseguem deixar o espectador preocupado com o final e o desenrolar dos acontecimentos, sem precisar usar grandes estratégias ou vincular soluções fantasiosas.

[youtube width=”660″ height=”365″]http://www.youtube.com/watch?v=UBhiF0KuLs8&feature=player_embedded[/youtube]

“Inspirado” em fatos reais ocorridos em 2001, quando um trem com 47 vagões percorreu mais de 100 quilômetros antes de conseguir ser parado, “Incontrolável” mostra o veterano Frank Barnes (Denzel Washington) em mais um dia de serviço junto com o novo funcionário Will Colson (Chris Pine, de “A Última Cartada” e o recente “Star Trek”). Os dois são surpreendidos quando recebem o aviso que um trem desgovernado vem em sua direção devido a uma falha humana.

O roteiro de Mark Bomback (de besteiras como “O Enviado”) amplia o drama ao adicionar problemas pessoais aos envolvidos, dentro do cenário do estado da Pensilvânia que, com indústrias por todo o lado, acaba sendo deprimente e desolador. Tony Scott consegue extrair de Denzel Washington um pouco além das habituais feições e trejeitos e explora bem o núcleo de apoio que tem Rosario Dawson, Jeff Wincott e um excelente Kevin Dunn.

O longa se apóia na idéia do cara que não leva jeito para herói, mas que na hora de um grande aperto veste as roupas da dignidade e da coragem para ir à luta e salvar grandiosamente o dia. Nada muito original, é verdade, mas isso acaba não atrapalhando muito, por mais que às vezes alguns apelos sensacionalistas sejam mostrados na tela. “Incontrolável” é um bom filme de ação com pitadas de drama. E nada além disso, para o bem e para o mal.

*Colaboração do Coisa Pop

INCONTROLÁVEL
(Unstoppable, EUA, 2010).
Direção: Tony Scott.
Roteiro: Mark Bomback.
Elenco: Denzel Washington, Chris Pine, Rosario Dawson, Ethan Suplee, Kevin Dunn, Jessy Schram, Kevin Corrigan, Lew Temple.
Ação – 10 anos.
98 minutos.

– Indicação ao Oscar: Edição de som.

Estreia no Brasil: 07/01/2011.

Lançamento em DVD e Blu-ray:  27/04/2011.

Leia mais sobre e comente o filme também no Cinemaki.

Adriano Mello Costa, apaixonado por Cultura Pop, mantêm o Coisa Pop há cinco anos, filho bastardo do antigo Cultura Direta, que hoje hiberna tranquilamente. Acha o R.E.M a melhor banda do mundo (depois dos Beatles, lógico). É viciado em cervejas escuras, pães e bandas de rock com mulheres no vocal. No mais, acredita que tudo pode sempre ser melhor do que já é...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *