DVD: Guardiões da Ordem: Episódio esticado de séries americanas


O título e a trama remetem a tantos filmes e seriados de TV: três policiais são chamados para averiguar uma ocorrência. Quando chegam ao local, um deles é baleado por jovem drogado. A parceira revida e acerta o criminoso. Depois, os dois oficiais sobreviventes ficam sabendo que o réu, por ser filho de alguém do parlamento francês, sai impune e ainda acusa-os de má conduta. Afastados das ruas, os policiais decidem investigar por conta própria quem está distribuindo a tal droga.

“Guardiões da Ordem”, lançado em DVD no Brasil pela Califórnia Filmes, reúne todos os chavões de filmes e séries policiais. Os tiras protagonistas são um homem e uma mulher. Ele, truculento. Ela, inteligente. Em certo momento surgirá a atração física entre eles, praticamente inevitável nesse tipo de produção. Para os realizadores e para a plateia. Há a boate esfumaçada, os policiais corruptos, os gângsteres que bebem uísque e fumam durante o jantar de “negócios”, o clima soturno. Tudo feito como requer o figurino pelo diretor e roteirista Nicolas Boukhrief e o elenco encabeçado por Cécile de France, a lésbica fofa de “Albergue Espanhol” e “Bonecas Russas”.

Porém, o que mais chama a atenção no filme é a influência que cinema e televisão dos EUA exercem sobre ele. Mais interessante é notar que, ao partir para gêneros cinematográficos mundialmente predominados por Hollywood, o cinema na França utiliza tais referências para bradar seu grito de independência e tentar provar que pode produzir cinema variado, além de seus conhecidos dramas e comédias. E eventualmente alcança o objetivo. Como o cult “B13 – 13º Distrito” e a saga “Inimigo Público nº 1”, que emulam respectivamente a franquia Bourne e os épicos mafiosos, mostrando que os franceses são capazes de rodar grandes cenas de perseguição e luta, entreter, e ainda deixar sua marca. Algo como o realizado com maestria por José Padilha nos dois “Tropa de Elite”. “Guardiões da Ordem” não. O longa cheira a episódio esticado de “Law & Ordem” e derivados. Tem uma ou outra cena atrativa. Mas como conjunto, fica no meio do caminho e soa, na maior parte, sem frescor ou maior empolgação.

GUARDIÕES DA ORDEM
(Gardiens de L’Ordre, França, 2010).
Direção: Nicolas Boukhrief.
Roteiro: Nicolas Boukhrief, Dan Sasson.
Elenco: Cécile de France, Fred Testot, Julien Boisselier, Nicolas Marié, Stéphan Wojtowicz.
Thriller / Policial.

Lançamento em DVD: 21 e 22/12/2010.

André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *