Grupo racista protesta contra o filme de Thor

Estamos no século XXI, mas algumas pessoas ainda insistem em agir como se vivêssemos num passado retrógrado, mais exatamente a época da escravidão. O Council of Conservative Citizens (algo como o Conselho dos Cidadãos Conservadores), grupo de desocupados que agem contra a evolução do planeta, protesta contra o filme “Thor”. O  motivo?  O personagem Heimdall. No filme ele é interpretado por Idris Elba, um ator negro. Na mitologia nórdica, o asgardiano é branco. Pode parecer absurdo, mas trata-se de um caso claro de racismo.

O tal do conselho divulgou uma nota com o seguinte título de “O estúdio Marvel declara guerra à mitologia nórdica” e escreve a seguinte bobagem:

“A mitologia nórdica é recriada de uma maneira multicultural no filme intitulado ‘Thor’. Para o Marvel Studios não é suficiente atacar os valores conservadores e agora deuses mitológicos são reinventados com peles negras. Parece que a Marvel acredita que o povo branco não deve ter nada que é único dela. O filme que será lançado em breve, inspirado nos quadrinhos de Thor, dará a Aesir [deuses de Asgard] uma maquiagem multicultural que é um insulto. Um dos deuses será interpretado por Elba, um DJ de Hip Hop.”

Ao saber do boicote, o ator comentou o assunto com o site Death+Taxes. “Thor é um personagem mitológico, certo? Seu martelo voa até ele com um estalar de dedos. Tudo bem com relação a isso, mas a cor da minha pele é errada?”

São pessoas que deveriam ser presas e punidas. Mas como a justiça nem sempre é justa, melhor esquecermos esse bando de babacas e torcer pelo filme do Deus do Trovão.

“Thor” estreia em 29 de abril de 2011 no Brasil. Dirigido por Kenneth Branagh, conta com Chris Hemsworth no papel principal.

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *