Filme de Angelina Jolie sofre protestos na Bósnia

A produção do primeiro filme de Angelina Jolie como diretora sofreu um sério problema nesta quarta-feira: o governo da Bósnia desistiu de liberar as filmagens do longa no país.

De acordo com a imprensa local, a trama retrata a relação entre uma mulher e seu agressor. Já o Hollywood Reporter informa que o governo da Bósnia voltou atrás na decisão depois de protestos de mulheres vítimas de estupro no conflito, que contestam a veracidade do roteiro e acusam o filme de distorcer a realidade vivida por tantas pessoas.

A ministra da Cultura, Gavrilo Grahovac, disse que a autorização só será concedida novamente se a equipe de Jolie enviar um roteiro que apresente uma história diferente da que foi lida por alguém de confiança da ministra.

A atriz Zana Marjanovic, escolhida recentemente por Jolie para ser a protagonista, defende a produção. Para ela, a trama fala sobre amor, não sobre política. Oficialmente, o projeto de Jolie é descrito como “uma história de amor entre uma mulher bósnia e um homem sérvio, durante a Guerra”.

Atualmente, Jolie está filmando na Hungria e pretendia realizar filmagens na Bósnia em novembro.

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *