Mel Gibson diz que filme sobre vikings será o seu último como diretor

Em entrevista ao jornal “Los Angeles Times, o ator e diretor Mel Gibson, 54, aafirmou que deixará de dirigir filmes após concluir o seu próximo projeto, um longa sobre vikings que será estrelado por Leonardo DiCaprio.

Segundo Gibson, vencedor do Oscar de Direção por “Coração Valente”, o filme será a realização de um sonho. “Eu vi o filme inteiro na minha cabeça quando eu era adolescente. Foi o 1º filme que eu quis fazer. E acho que será o último que eu vou dirigir”, disse. “É isso [o filme] que eu tenho buscado desde que eu era jovem e acho que quando estiver concluído, vou me sentir realizado”, explicou o diretor.

A matéria do jornal, diz, contudo, que pessoas ligadas a ele afirmam que Gibson é “criativamente incansável” e que não conseguirá se afastar do cinema.

Gibson disse também que ficou “fascinado” com os vikings quando estava aprendendo história aos 16 anos. “Nunca houve um longa bom sobre vikings, pelo menos que eu tenha visto. Acho que encontrei uma boa forma de conseguir [fazer um bom filme], mas não quero falar muito”, conclui.

Pela filmografia de Mel Gibson como diretor, é bem provável que o filme seja um banho de sangue tal qual “Coração Valente”, “A Paixão de Cristo”, e, principalmente, “Apocalypto”. Será que ele fará falta como diretor?

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

One thought on “Mel Gibson diz que filme sobre vikings será o seu último como diretor

  1. Com toda a certeza Mel Gibson fará muita falta como diretor. Com seus filme Coração Valente pudemos conhecer um ser humano histórico que fez e faz parte da história da Escócia. Sem esse seu trabalho isso seria impossível. E o sangue faz parte da guerra. Tantos filmes não são sangrentos ao relatarem parte da 2ª grande guerra?
    Em Paixão de Cristo pudemos conhecer por imagem, porque quem lê a bíblia sabe, as últimas 12 horas de Jesus. É um fato histórico que ninguém teve a coragem de mostrar de forma tão realista, e Mel teve. Aliás a vida de Jesus devia fazer parte do curriculo escolar, mas nós fugimos da nossa própria verdade. E Apocalypto não foi diferente. Concordo que foi chocante, mas para mim, por exemplo, que leio muito sobre a cultura Maia pude reconhecer o valor do filme e a sua mensagem.
    Por tudo o que já expus espero que Mal volte atrás e nunca deixe nem de atuar nem de dirigir. Como diretor ele também é um excelente historiador e como ator é capaz de nos levar a grandes e profundas emoções e reflexões apenas com o olhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *