Sargento dos EUA processa produtores de Guerra ao Terror

Capa de Guerra do PoderO sargento do Exército dos EUA, Jeffrey S. Sarver, abriu na terça-feira, 2 de março, um processo contra os produtores de “Guerra ao Terror”. O militar alega que o protagonista do filme foi inspirado nele.

Segundo Sarver, o roteirista Mark Boal baseou “virtualmente todas as situações” da obra em fatos que o envolvem, e alega ter cunhado o termo que dá nome ao longa em inglês, “the hurt locker” (algo como “o armário da dor”).

Quem divulgou a abertura do processo foi o advogado de Sarver, Geoffrey Fieger, de Southland, Michigan.

Uma entrevista coletiva foi convocada para hoje no escritório de Fieger, quando ele daria detalhes sobre a ação que os advogados chamam de “multimilionária”.

A Summit Entertainment, distribuidora de “Guerra ao Terror”, divulgou nota também na terça, reiterando que se trata de um “relato fictício” sobre soldados na guerra do Iraque.

“Não temos dúvida de que o sargento Sarver serviu ao seu país com honra e compromisso, arriscando sua vida por um bem maior, mas distribuímos o filme baseado em um roteiro ficcional escrito por Mark Boal”, disse a Summit.

Como jornalista, Boal acompanhou no Iraque um esquadrão anti-bombas, e escreveu um conto sobre eles para a revista Playboy. Ao transformar o conto em roteiro, focou em um soldado específico, Will James.

Sarver afirma que Boal acompanhou a sua unidade e que ele é o verdadeiro James. Tem mais: de acordo com o militar “Blaster One” (“destruidor 1”) era o seu nome-código no Iraque.

Este é o 2º problema recente para “Guerra ao Terror.” Ainda omtem, dia em que a votação do Oscar terminou, os organizadores anunciaram que o produtor Nicolas Chartier será proibido de assistir à cerimônia, como punição por ter enviado um email a membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas pedindo votos para o filme.

As informações são da Agência Reuters.

A cerimônia do Oscar acontecerá no próximo domingo, 7 de março. Acompanhe o evento pelo twitter do site.

O CineZen é um site independente sobre cinema, DVD e Blu-ray, TV e eventualmente literatura, quadrinhos, teatro, música e artes plásticas, lançado em 29 de março de 2009. Tem o objetivo de informar, analisar obras e cobrir eventos dessas áreas (com atenção para a Baixada Santista), prestar serviços e atuar no incentivo ao cinema nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *