Sem Saída


sem_saidaSem Saída (Eden Lake, Reino Unido, 2008). Direção e roteiro: James Watkins. Elenco: Kelly Reilly, Michael Fassbender, Tara Ellis, Jack O’Connell Thomas Torgoose. Terror / Thriller. 91 min. (Cor).

Casal resolve fazer um acampamento romântico à beira de um lago e acaba atormentado por delinqüentes. Ao ler esta sinopse, o leitor irá se lembrar de vários filmes de suspense e terror. Basta adaptá-la. As vítimas podem ser famílias ou jovens amigos. O local onde acontece a barbárie pode ficar no meio da floresta também. E os atormentadores às vezes viram monstros. A lista é grande. O mais conhecido deles é “Sexta-Feira 13”, à beira do lago Crystal. Recentemente, outras boas produções beberam na fonte, como “Os Estranhos”, “Violência Gratuita” e “A Última Casa”. E o que fez esses três filmes se diferenciarem de tantos outros foi o teor psicológico com que suas tramas foram desenvolvidas.

“Sem Saída” faz parte desse subgênero slasher, de horror de sobrevivência, mas como variação britânica supera os clichês com uma tensão extrema e uma perspectiva inusitada, que ao final conduz a mais pura perplexidade.

sem_saida_doisJames Watkins é diretor estreante, mas já havia trabalhado com terror, ao roteirizar “O Olho Que Tudo Vê” e “A Face Oculta do Mal”. Escrito e dirigido por ele, o filme ainda apresenta ótimo elenco. O casal é interpretado por Kelly Reilly (“Bonecas Russas” e “Orgulho e Preconceito”) e Michael Fassbender (“300”). De férias, eles decidem curtir um final de semana juntos, em meio à natureza do lago Eden, que dá o título original da produção (“Eden Lake”). Ele pretende pedir a namorada em casamento.

O fim de semana idílico, claro, não sai como planejado e um grupo de adolescentes entediados resolve transformar seu clima de romance num inferno. A partir do encontro entre vítimas e algozes, o espectador irá encontrar tudo o que espera dos melhores filmes do gênero: tensão gradativa, violência psicológica, um crescendo que leva a um clímax chocante. Tudo bem amarrado e auxiliado por um elenco que dá verossimilhança aos personagens.

Pode ser que algumas opções do autor choquem (e é melhor não comentar mais para não estragar o suspense), mas por isso mesmo são mais efetivas que os slashers da mesma premissa. Não por acaso, Watkins ganhou o prêmio de direção no tradicional Fantasporto, festival especializado em cinema fantástico e de terror. Foi também votado o Melhor Filme de Terror no Empire Awards, no Reino Unido, e rendeu ao garoto Thomas Torgoose (um dos vilões) a vitória na categoria Melhor Performance para Um Jovem Ator na eleição dos críticos de cinema de Londres. Precisa dizer mais?

7,0

sem_saida_

André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

2 thoughts on “Sem Saída

  1. Bem que eu notei: filme de um diretor estreante…
    Sinceramente não gostei do filme pois a vida já é difiícil e vendo um fime destes…horrível!!!
    No final a coitada morre…tá certo que o título diz tudo mas bem que no final esperávamos o bem contra o mal….fiquei irado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *