Cinema e poesia: Simplesmente Amor

Por Regina Azenha

simplesmenteamor

Simplesmente Amor (Love Actually, Inglaterra / EUA, 2003). Direção e roteiro: Richard Curtis. Elenco: Hugh Grant , Colin Firth , Liam Neeson , Martine McCutcheon, Lulu Popplewell, Chiwetel Ejiofor, Emma Thompson, Keira Knightley, Laura Linney, Alan Rickman, Billy Bob Thornton, Andrew Lincoln, Thomas Sangster, Bill Nighy, Rodrigo Santoro, Elisha Cuthbert. Comédia / Drama / Romance. 135 min. (Cor).

Sinopse: O novo Primeiro-Ministro da Inglaterra (Hugh Grant) se apaixona por uma de suas funcionárias, Natalie (Martine McCutcheon). Numa tentativa de curar seu coração, um escritor (Colin Firth) parte para o sul da França e lá acaba se apaixonando. Karen (Emma Thompson) desconfia que Harry (Alan Rickman), seu marido, a está traindo. Juliet (Keira Knightley), que se casou recentemente, desconfia dos olhares e intenções de Mark (Andrew Lincoln), o melhor amigo de seu marido. Sam (Thomas Sangster) tem por objetivo chamar a atenção da garota mais difícil da escola. Sarah (Laura Linney) enfim tem a grande chance de sair com Karl (Rodrigo Santoro), por quem mantém uma paixão silenciosa. Billy Mack (Bill Nighy) busca retomar sua carreira como astro do rock. A vida de todos estes personagens se entrelaçam e são modificadas pela presença do amor em suas vidas.

Vidas se entrelaçam
e se transformam
corações se mesclam
e seguem novos caminhos…

Almas se reconhecem
e transbordam contentamento
como se houvesse apenas
alegria
povoando os pensamentos…

Explodem paixões
vivenciam-se sensações
e as palavras não conseguem
expressar
o que se sente…

Esta emoção que contagia
que nos cega
que nos acompanha sempre
seja lá aonde for
é o maior dos sentimentos…
É Simplesmente Amor…

simplesmenteamordois

Conteúdo relacionado:

Especial Dia dos Namorados – 10 dicas para locação

Santista e faz poesia desde criança. Escreveu três livros: Mulher: Amor e Poesia, em 1986 (pelo qual ganhou o prêmio Robalo de Ouro Brasil 1989), Fragmentos & Mutações, em 1997 e Poesia a quatro mãos (2008), realizado em parceria com seu filho André. É admiradora do poeta e escritor J. G. de Araújo Jorge, e de autores como Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meirelles, Paulo Leminski, Mário Quintana, Fernando Pessoa, José Saramago, entre outros tantos. Entre os novos poetas, Pergentino Jr, poeta de Guarulhos muito talentoso, além dos santistas Valdir Alvarenga, Guida Linhares, Edilza de Souza Fernandes e Paulo Schiff. Amante da música, teve uma composição classificada entre as dez finalistas de um festival. Na Bienal do Livro do Sesc-Santos, Mulher: Amor e Poesia foi um dos livros mais vendidos entre os autores independentes. Amante das artes, atualmente exerce a atividade de artesã. Parte de seu trabalho pode ser conferido no blog. No CineZen, estará colaborando com poemas, crônicas, textos sobre os filmes que é apaixonada e apontando poetas que estejam despontando na cena literária.

4 thoughts on “Cinema e poesia: Simplesmente Amor

  1. Oi amiga tudo o que você faz e tudo que vem de você …é lindo e indescritivel…sou muito honrada por ter você em minha pagina do orkut…mandando poesias maravilhosas a qual mando a meus amigos sempre recebendo agradecimento por suas poesias…adoro você.

    Que Deus a abençoe sempre em sua jornada…beijinhos no seu coração

  2. Silvia, agradeço o carinho e incentivo.
    Beijos no seu coração também.Regina

  3. O filme é divertidíssimo, de muito bom gosto e conta com excelente elenco… e o poema conseguiu sintetinizar o significado do longa… parabéns

  4. Lindo….o poema dá o colorido que falta não somente por palavras lindas mas conseguindo
    transpo-las em sentimento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *