Poesia: Homenagem do CineZen no Dia das Mães

Simplesmente mãe

                                                                                      Por: Regina Azenha

Mulher que sonha… que luta
que vive sempre em busca do melhor,
e que mesmo cometendo desacertos
está sempre tentando agradar

Mulher que brinca, tal qual criança
que vive numa eterna ciranda,
que embala no aconchego dos seus braços
(muitas vezes tão cansado)
como se fosse um escudo
que pudesse proteger dos males do mundo,
o seu filho tão amado

Não importa se no próprio ventre foi gerado,
ou, se de coração foi concebido,
nutre um amor sem limites,
vai da ternura à loucura,
se sentir que sua cria está sendo ameaçada

Mulher prá quem o tempo não importa,
seja noite ou seja dia,
sempre encontra uma saída,
e pelos seus, tudo suporta

Mulher misto de amor, zelo, carinho
dor, tristeza, espinhos,
tem o coração maior que o mundo
e consegue perdoar num só segundo
todo mal que lhe possam ter causado

Mulher a quem tão simplesmente
chamamos de Mãe…

Poema feito para a 10ª Ciranda Mensal da CAPPAZ

 

Santista e faz poesia desde criança. Escreveu três livros: Mulher: Amor e Poesia, em 1986 (pelo qual ganhou o prêmio Robalo de Ouro Brasil 1989), Fragmentos & Mutações, em 1997 e Poesia a quatro mãos (2008), realizado em parceria com seu filho André. É admiradora do poeta e escritor J. G. de Araújo Jorge, e de autores como Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meirelles, Paulo Leminski, Mário Quintana, Fernando Pessoa, José Saramago, entre outros tantos. Entre os novos poetas, Pergentino Jr, poeta de Guarulhos muito talentoso, além dos santistas Valdir Alvarenga, Guida Linhares, Edilza de Souza Fernandes e Paulo Schiff. Amante da música, teve uma composição classificada entre as dez finalistas de um festival. Na Bienal do Livro do Sesc-Santos, Mulher: Amor e Poesia foi um dos livros mais vendidos entre os autores independentes. Amante das artes, atualmente exerce a atividade de artesã. Parte de seu trabalho pode ser conferido no blog. No CineZen, estará colaborando com poemas, crônicas, textos sobre os filmes que é apaixonada e apontando poetas que estejam despontando na cena literária.

4 thoughts on “Poesia: Homenagem do CineZen no Dia das Mães

  1. Que linda a poesia…Parabéns pela delicadeza e ao mesmo tempo a força que você soube tão bem definir o que é ser mãe

  2. Linda poesia que retrata bem uma mãe, ser especial e feliz sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *