As Duas Faces da Lei

Por: André Azenha

duasfacesAs Duas Faces da Lei (Righteous Kill, EUA, 2008). Direção: Jon Avnet. Roteiro: Russell Gerwitz. Atores: Al Pacino, Robert De Niro, John Leguizamo,, Carla Gugino, Brian Dennehy. Suspense/Policial/Drama. 101 min. (Cor).

4,0

Robert De Niro e Al Pacino são dois dos melhores atores da história do cinema. E em tantos anos de profissão, trabalharam juntos em apenas dois filmes: “O Poderoso Chefão – Parte 2”, de 1974, no qual não contracenaram, pois seus personagens vivem duas linhas temporais distintas; e no excelente “Fogo Contra Fogo” (1995), quando interpretaram antagonistas e mal chegaram a ter diálogos juntos.

Obviamente a expectativa foi grande para “As Duas Faces da Lei”, projeto independente com orçamento de US$ 60 milhões em que, finalmente, os dois astros dividem praticamente todas as cenas. Até uma das imagens de divulgação do longa fez questão de evocar o filme de 1995, com uma foto praticamente igual a uma das que divulgaram o antigo longa, mudando apenas a ordem dos protagonistas.

Nessa nova trama, eles vivem detetives parceiros do departamento de homicídios, próximos da aposentadoria, mas que precisam caçar um assassino serial cujo intuito dos crimes é fazer justiça com as próprias mãos em Nova York, despachando todos os tipos de bandido.

Se os dois atores veteranos estão longe de terem alcançado o excelente nível de interpretação de antigos clássicos da sétima arte, como no próprio “O Poderoso Chefão 2”, os principais problemas de “As Duas Faces da Lei” residem na direção pífia, que copia (também invertendo os papéis) uma sequência de “Fogo Contra Fogo”, e principalmente o roteiro primário de Russell Gerwitz, que desde o início da projeção praticamente entrega a possível reviravolta final, e não consegue criar qualquer tipo de tensão no público, falha imperdoável para um pseudo thriller. Mais frustrante impossível.

duasfacessite

André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *