Borat – O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América

Borat – O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América (Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstan, EUA, 2006). Direção: Larry Charles. Roteiro: Peter Baynham, Sacha Baron Cohen, Anthony Hines e Dan Mazer, baseado em estória de Peter Baynham , Sacha Baron Cohen, Todd Phillips e Anthony Hines. Elenco: Sacha Baron Cohen, Ken Davitian, Pamela Anderson, Bob Rowe. Comédia. 84 min. (Cor).

Com “pequeno” orçamento (U$18 milhões) e lançado em menos de mil salas nos EUA, o filme já deu lucro na primeira semana, além de ter rendido protestos no Cazaquistão, um mandato de prisão e um interrogatório feito pelo serviço secreto. Esses foram apenas alguns dos feitos de “Borat – O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América”, estrelado pelo comediante Sacha Baron Cohen (vencedor do Globo de Ouro de Melhor Ator Comédia/Musical e que esteve presente em “Sweeney Todd“), e que deliciosamente sacaneia os EUA.

Em tom de documentário fake, o filme acompanha uma “reportagem”do preconceituoso Borat, enviado pelo governo do Cazaquistão para aprender sobre a cultura americana. E nada escapa à ironia do repórter. Feministas, famílias tradicionais, caubóis e religiosos são desmascarados. Ensaiadas ou não, cenas como a briga entre Borat e seu produtor Azamat, ambos pelados, e o ataque à Pamela Anderson, garantem muitas gargalhadas.

André Azenha
Jornalista, crítico de cinema, produtor cultural, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Escreve uma coluna semanal, aos sábados, para o jornal Expresso Popular, colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante, em Santos. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *