Cinturão Vermelho

Cinturão Vermelho (Redbelt, EUA, 2008). Direção e roteiro: David Mamet. Elenco: Chiwetel Ejiofor, Alice Braga, Tim Allen, Emily Mortimer, Joe Mantegna, Rodrigo Santoro. Drama. 99 min. (Cor).

Rodrigo Santoro, Alice Braga, jiu-jitsu de familia brasileira, pequeno orçamento. Você deve estar pensando se tratar de um filme independente nacional, mas é “Cinturão Vermelho”, longa escrito e dirigido por David Mamet, um dramaturgo respeitado no teatro americano e conhecido por dramas cerebrais e intensos- “A Trapaça”(1997), “Cadete Winslon”(1999), “Spartan”(2004), entre outros.

Com essa produção, Mamet revelou-se apaixonado pela filosofia e arte do jiu-jitsu.”Cinturão Vermelho” é um dos filmes mais “sérios” já feitos sobre o esporte e traz no elenco veteranos de Hollywood como Tim Allen e Joe Mantegna.

Ambientado no mundo de lutas em Los Angeles, conta a história de Mike Terry (Chiwetel Ejiofor, de ” Filhos da Esperança“), dono de uma academia de jiu-jitsu, que evita o circuito ilegal de premiações para manter sua arte pura, treinando alunos e ensinando defesa pessoal. Junto com sua esposa Sondra (Braga), ele sofre para manter o negócio, mas uma série de eventos muda drasticamente sua vida. Buscando quitar dívidas e recuperar a honra, Terry acaba precisando entrar no ringue.

Após participar de “Simplesmente Amor” ,”300″ e o seriado “Lost”, Santoro subiu mais um degrau na escada do cinema internacional com o papel de Bruno, o irmão vigarista de Sondra, dono de uma boate e promotor de lutas, que vive tentando convencer o cunhado a pisar no ringue profissionalmente.Se nas outras produções ele dividiu as câmeras apenas com estrangeiros, dessa vez teve a companhia de brasileiros no set. E precisou fazer aulas de jiu-jitsu durante um mês e meio. Alice também não escapou dos treinos no Brasil.”Tive algumas aulas e foi adorável. É uma arte marcial muito bonita, porque não se trata apenas do combate, mas de como você pode evitá-lo. É muito mental”, comenta a atriz, que também vem ganhando destaque internacional (esteve em “Eu Sou a Lenda”).

O longa pode parecer mais uma história de artes marciais em que o mocinho precisa enfrentar conflitos morais, mas “Cinturão Vermelho” tem as cenas de luta mais tensas dos últimos anos e, principalmente, uma boa história  sobre os bastidores do esporte.

Mamet não fez apenas um filme de ação com artes marciais. O cineasta criou um drama com “cara real” e lutadores de verdade, como Randy Couture, John Machado, Danny Inosanto, Enso Inoue e Ray Mancini. Ele próprio explica o processo: “Passei cinco anos treinando com um grande mestre do jiu-jitsu, Renato Magno, e na companhia de seus colegas e primos, os Machado e os Gracie. Com sua conduta, generosidade e compreensão do mundo, eles me ofereceram, assim como aos seus alunos, a visão de um comportamento correto e da moral, em todas as cincunstâncias. Esse entendimento foi e é o estoicismo. Sendo assim, pareceu a combinação perfeito do herói e do mundo das artes marciais, uma arena perfeita para sua análise”.

O resultado agradou a crítica americana, que deu em média (cotada no site Rotten Tomatos) aprovação positiva de 71%.

André Azenha
Jornalista por formação, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Criou o CineZen em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest - Festival Internacional de Filmes de Santos, CulturalMente Santista - Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Em 2016 publicou o livro "Histórias: Batman e Superman no Cinema". Já colaborou com sites, revistas e jornais de diversas partes do país. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante. Atualmente participa do projeto Hora da Cultura, pela Secult Santos, levando sessões de filmes e bate-papos às escolas da rede municipal. Mestrando em Comunicação pela Universidade Anhembi Morumbi. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. www.facebook.com/andreazenha01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *